sábado, 17 de março de 2012

Senso Moral e consciência Moral

Filosofia - 3º Ano Ensino Médio - 2012

79 comentários:

  1. ATENÇÃO PESSOAL DO 3º ANO (A, B e C) ENSINO MÉDIO 2012 - E. E. MANOEL FERREIRA DE LIMA.

    Poste seu comentário e não esqueça da sua identificação: nome, nº, série, etc.

    ÚLTIMA DATA PARA POSTAR: 28/03/2012)
    OBS: Valor máximo 5 pontos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escola Estadual Manoel Ferreira De Lima
      Aluna: Jéssica de oliveira
      3° ano “c” do Ensino médio (Noturno)


      SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL

      No mundo a fora ficamos sabendo de vários movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos, morrem de Fome e Sede. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça (principalmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). E muitas vezes comovidos, participamos de campanhas contra a fome entre outros movimentos ,e isso é nosso espírito de senso moral de solidariedade.
      As vezes , ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa que atravéz de suas palavras manifesta honestidade, justiça,mesmo quando tudo isso custa algo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la.Tem vezes que somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros,torturas e tantas outra coisas que acontecem no mundo a fora ,com freqüência, ficamos indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado permanece impune.Sentimentos dos quais são devidos ao nosso senso moral.
      Vivemos diversas situações, ou sabemos que foram vividas por outros por exemplo,no caso de uma pessoa doente? Não seria preferível deixá-la morrer? Podemos desligar os aparelhos? Qual a ação correta? Ficamos sem rumo diante a falta de comida,do dinheiro ,do medicamento,diante a pobreza,mas é ai que devemos pensar muito bem, porque toda ação tem uma reação. Isso se da a consciência moral,de fazer a escolha correta ou não. Ou Seja senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, Solidariedade, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento,amor, dúvida, medo) e a decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros.Ainda vivemos em uma sociedade preconceituosa e desfavorecida .

      Excluir
    2. Escola E.Manoel ferreira de Lima
      Pamela Fabricio da Silva nº23
      3ºB noturno E.Médio

      SENSO MORAL E CONSCIENCIA MORAL

      É evidente que muita coisa deve mudar em nosso País para que cheguemos a atingir uma verdadeira transformação social que complete a todos.
      Más "kit gay fala sério".
      O modelo organizacional da nossa educação atualmente deve ser revisto o mais rapido possível para que seja desfeita tais "palhaçadas" que hoje envergonham nosso modelo educacional.
      Novos métodos devem ser criados para que se promova uma ética que seja moral, correta, e aceita sobretudo pelas escolas, para que, se rompa a dominação de pessoas sem ética que não sabem dirigir a educação do nosso País corretamente, e colocar as reflexões ideológicas sociais inteligentes na dominação atavés da releção.

      Excluir
    3. Escola E. Manoel Ferreira de Lima
      Renato Nogueira de Araújo Sousa nº25
      3º ano B E.Médio Noturno

      SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL
      A moral diz respeito a valores, sentimentos,intenções e ações referidos ao bem e o mal, e ao desejo de felicidade de pessoas que sempre querem o bem ao próximo ou a qualquer movimento de paz.
      Também dizem respeito a relações que mantemos uns com os outros por isso fazem parte de nosso cotidiano.
      Atualmente vivemos em um País onde temos liberdade de expressão. Cada um tem o seu direito de ser o que quiser, de vestir a roupa que gosta, e principalmente de seguir a religião que quiser. Más sempre seguindo os preceitos das leis que impunham sobre nós.
      Más ás vezes essas mesmas pessoas que ditam essas leis ultrapassam todos os limites da moral brasileira, que são nossos próprios políticos, que ao imvés de pensar mais em nossa educação, ficam discutindo sobre a distribuição de "KIT´S GAY".
      Eu não sei se é verdade, más estou ainda mais envergonhado com os políticos do meu País.
      Se os jovens de hoje forem o futuro do Brasil, então com essa "palhaçada" nosso futuro vai ser cor de rosa.
      Nada contra más no mundo em que vivemos existem coisas muto mais importantes para nos preocupar.
      Essas pessos deviam parar de pensar em coisas sem porém, e lutar para que se veincula-se a justiça, a igualdade e a solidadriedade com princípios fundamentais para que se busque uma sociedade mais fraterna de libertação pessoal e social.

      Excluir
    4. Nome: Ademilso de Paula
      N°: 01
      Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima.

      Senso moral e consciência moral

      Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no Brasil, milhares de pessoas morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade e ficamos indignados. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Esses sentimentos e as ações desencadeadas por eles exprimem nosso senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça.
      Quantas vezes, levados por um impulso incontrolável ou por uma emoção forte, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa? Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como as de certo e errado.
      Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Sentimos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais emoções e sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a maneira como avaliamos a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de mérito e grandeza de alma.

      Consciência moral

      Situações como essas surgem a todo momento em nossa vida. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam nosso senso moral, mas põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que, sem sermos obrigados por outros, decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas.
      Em outras palavras, a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.
      Os exemplos mencionados indicam que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e as decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem, podemos notar que se referem a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o bem.

      Excluir
    5. Nome: Suelen Rosane Gomes Quinhones nº 34 ensino médio 3º C

      MORAL E ÉTICA

      São nessas obrigações acadêmicas que temos a oportunidade de mostrar, aquilo que foi assimilado em sala de aula, a dedicação de quem repassa e a assimilação de quem aprende. Falar em moral nos dias atuais é meio complicado ou complicado e meio, seria talvez uma deletéria função que destrói ou danifica; prejudicial, danoso: nocivo à saúde: que corrompe ou desmoraliza, para os que não são acostumados a ela, e bastante altruístas para quem prima pela mesma.
      Que é o Senso Moral?
      É uma situação que o ser humano passa nascendo ou evoluindo de uma opção para que não classificar de uma dicotomia, método de classificação em que cada uma das divisões e subdivisões não contém mais de dois termos.
      Uma repartição dos honorários médicos, à revelia do doente, entre o médico assistente e outro chamado por este.
      Pode ser a avaliação do certo e errado, esta avaliação será feito por mim ou por outrem. A conduta do ser humano é constantemente avaliada, juizes todos são, mérito não se compra, adquire e com muito sacrifício e grandeza da alma depende de muitos fatores, sociais e religiosos.
      Que é a Consciência Moral? Dê exemplos?
      Quando o Senso Moral falha a Consciência moral se ressente e de pronto. Quando faço algo de errado vem o sentimento de culpa e a minha consciência fica atribulada, minhas atitudes acabrunhadas e o resultado quando para combater o resultado, que é o arrependimento, é dar a volta por cima e praticar uma boa ação. Não poderemos deixar que a avaliação, certa ou errada transforme nossa vida e passarmos a outro fator chamado dilema moral. Pelo que expomos chegamos à conclusão que normalmente um fato, uma conseqüência tem ligação direta ou são compactuadas.

      A que se refere o Senso Moral e a Consciência Moral?
      A importância é por demais real que Põe em prova nossa consciência moral, a idéia de liberdade do agente causador e paralelamente às relações que mantemos com os outros, ou seja: O sujeito moral. É muito comum pessoas confundirem moral com costumes, com a tradição cultural de um determinado povo, com código de leis, regras, com as obrigações e deveres impostos pela sociedade, pela igreja e pelo governo.
      Parar para pensar é bom, não, é ótimo. Só que as pessoas de um modo geral possuem a velha preguiça mental.

      Qual o principal pressuposto da Consciência Moral?
      A consciência moral é resultado operativo de nosso Senso Moral. É a subjetividade valorativa que adquirimos no processo de formação familiar, escolar e nas relações cotidianas. O ser humano está nesta batalha dia-a-dia, poderá torná-lo forte, experiente ou então totalmente desvalorizado. Se nos damos conta de que isso está presente em nossa vida, esta intuição nos leva a questão central da moral. Os principais pressupostos da Consciência moral são as próprias morais, pois se a moral não existisse não existiriam também as ações. Consciência é natural de nosso ego, da introspecção, ele vem de dentro para fora e de fora para dentro. É o assumir o que fez, é a responsabilidade.
      Fonte(s): http://www.supertextos.com/texto1254.htm

      Excluir
    6. Aluno: David Lima nº10 3º C noturno

      SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL

      Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos, morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça (especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). Sentimos responsabilidade. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Nossos sentimentos e nossas ações exprimem nosso senso moral.
      Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.
      Vivemos certas situações, ou sabemos que foram vividas por outros, como situações de extrema aflição e angústia. Assim, por exemplo, uma pessoa querida, com uma doença terminal, está viva apenas porque seu corpo está ligado a máquinas que a conservam. Suas dores são intoleráveis. Inconsciente, geme no sofrimento. Não seria melhor que descansasse em paz? Não seria preferível deixá-la morrer? Podemos desligar os aparelhos? Ou não temos o direito de fazê-lo? Que fazer? Qual a ação correta?
      Uma jovem descobre que está grávida. Sente que seu corpo e seu espírito ainda não estão preparados para a gravidez. Sabe que seu parceiro, mesmo que deseje apoiá-la, é tão jovem e despreparado quanto ela e que ambos não terão como se responsabilizar plenamente pela gestação, pelo parto e pela criação de um filho. Ambos estão desorientados. Não sabem se poderão contar com o auxílio de suas famílias (se as tiverem).
      Se ela for apenas estudante, terá que deixar a escola para trabalhar, a fim de pagar o parto e arcar com as despesas da criança. Sua vida e seu futuro mudarão para sempre. Se trabalha, sabe que perderá o emprego, porque vive numa sociedade onde os patrões discriminam as mulheres grávidas, sobretudo as solteiras. Receia não contar com os amigos. Ao mesmo tempo, porém, deseja a criança, sonha com ela, mas teme dar-lhe uma vida de miséria e ser injusta com quem não pediu para nascer. Pode fazer um aborto? Deve fazê-lo?
      Um pai de família desempregado, com vários filhos pequenos e a esposa doente, recebe uma oferta de emprego, mas que exige que seja desonesto e cometa irregularidades que beneficiem seu patrão. Sabe que o trabalho lhe permitirá sustentar os filhos e pagar o tratamento da esposa. Pode aceitar o emprego, mesmo sabendo o que será exigido dele? Ou deve recusá-lo e ver os filhos com fome e a mulher morrendo?


      Fonte: http://www.orientacoes_recuperacao_etica_profissionalizante

      Excluir
    7. BOM após assistir o vídeo e pesquisar em varias fontes cheguei a esse conceito.
      Moral e etica são dois conceitos de uma mesma realidade.
      A própria etimologia destes termos gera confusão, sendo que Ética vem do grego “ethos” que significa modo de ser, e Moral tem sua origem no latim, que vem de “mores”, significando costumes. Mas isso pode ser resolvido com o esclarecimento dos dois temas, sendo que Moral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano.
      Já a Ética, Motta (1984) defini como um “conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vive, garantindo, o bem-estar social”, ou seja, Ética é a forma que o homem deve se comportar no seu meio social.

      Somente para finalizar vou dar uma conclusão deses termos para mim em minha vida.

      Moral : no meu entendimento a moral estabelece regras para garantir a ordem independente de fronteiras geográficas.

      Ética : eu entendo que ética e tudo que envolve integridade, é ser honesto em qualquer situação ,é ter coragem para assumir nossos erros e decisões ,ser tolerante, flexível , ser humilde, é a filosofia que ensina os nossos deveres para com Deus e a sociedade.

      Escola:E.E. Manoel Ferreira De Lima
      Nome:Jéssica Caroline Prechlak De Lima
      Série: 3º ano
      Turma: C noturno

      Excluir
    8. Escola Manoel ferreira de lima
      Nome :leidiane da silva Sousa N°24
      Serie:3°ano c noturno

      ETICA

      A palavra ética é derivada do grego, e significa aquilo que pertence ao caráter. Ética é diferente de moral, pois moral se fundamenta na obediência a normas, costumes ou mandamentos culturais, hierárquicos ou religiosos e a ética, busca fundamentar o modo de viver pelo pensamento humano.No terreno da ética estão as noções de felicidade, de caráter e de virtudes. As decisões de qual propósito dá sentido à minha vida, que tipo de pessoa eu sou e quero vir a ser e qual a melhor maneira de confrontar situações de medo, de excassez, de solidão, de arrependimento etc. são todas decisões éticas.

      MORAL

      Moral significa algo relativo aos costumes e deriva do latim, moral se originou quando os romanos traduzirem a palavra grega êthica. A moral encontra-se com a ética, pois a suporta, uma vez que não existem costumes ou hábitos sociais completamente separados de uma ética individual. Para alguns dicionários, moral é um conjunto de regras de conduta consideradas como válidas, éticas, servem para qualquer tempo ou lugar, grupos ou indivíduos.Moral tem a ver com o "justo": é o conjunto de regras que fixam condições eqüitativas de convivência com respeito e liberdade. Éticas cada qual tem e vive de acordo com a sua; moral é o que torna possível que as diversas éticas convivam entre si sem se violarem ou se sobreporem umas às outras. Por isso mesmo, a moral prevalece sobre a ética.No terreno da moral estão as noções de justiça, ação, intenção, responsabilidade, respeito, limites, dever e punição. A moral tem tudo a ver com a questão do exercício do direito de um até os limites que não violem os direitos do outro.

      As duas coisas, claro, são indispensáveis. Sem moral, a convivência é impossível. Sem ética, é infeliz e lamentável. Diz-se que quem age moralmente (por exemplo, não mentindo, não roubando, não matando etc.) faz o mínimo e não tem mérito, mas quem não age moralmente deixa de fazer o mínimo e tem culpa (por isso pode ser punido). Por outro lado, quem age eticamente (sendo generoso, corajoso, perseverante etc.) faz o máximo e tem mérito, mas quem não age eticamente apenas faz menos que o máximo e deixa de ter mérito, mas sem ter culpa (por isso não pode ser punido, mas, no máximo, lamentado).

      Excluir
    9. Na atualidade, houve-se falar muito em ética. Ética profissional, como por exemplo: a famigerada ética médica, onde os tais profissionais receitam medicamentos errados, e o seu colega de trabalho, ou a enfermeira, mesmo vendo a tabuleta do paciente, com o nome do amigo, não pode dizer qual medicação foi receitada, pois é em cima desta ética que morrem muitos pacientes, e nunca se sabe a causa. Na sociedade atual esse é o um dos erros mais comuns, tendo em vista que lida com vidas humanas, porém não se deve invocar a ética médica para encobertar incapacidade de qualquer profissional, que não tem o mínimo de respeito pelo homem. Todavia, na hora de tratar o paciente, quem vale mais não é a ética médica, e os recursos que são deixados na tesouraria do hospital, ou consultório médico, contudo, sem nenhuma responsabilidade pela vida humana.
      Por outro lado, a moral se constitui em um processo de formação do caráter da pessoa humana, partindo-se normalmente de uma maneira de como foi direcionado pelos ensinamentos no país, cujos princípios têm origem com a religião dos genitores. A moral se adquire também no meio ambiente em que se vive, tal como já diziam alguns filósofos que o homem seria um produto do meio, difícil de concordar, mas fácil de aceitar, pelo simples fato de que a localidade onde se mora é um forte influenciador do comportamento humano. Este efeito transbordamento ou como é também chamado, spillover, faz com que a má formação de um amigo seja um fator de fundamental significado na vida de uma pessoa que tenha uma instrução boa, de princípios que possam ser transmitidos para os outros.

      Escola: E.E. Manoel Ferreira De Lima

      Nome: Fabiana Da Silva Bogue

      Nº: 11

      SERIE: 3º ANO

      TURMA: C NOTURNO

      Excluir
  2. Nome: Bruno Azevedo
    Série: 3º Ano C

    Senso Moral e Consciência Moral

    Muitas vezes sentimos indignação diante da injustiça, assim como também sentimos responsabilidade quando ficamos sabendo sobre a pobreza ou a miséria e então participamos de campanhas, colaboramos em situações de precariedade num ato de solidariedade.E também muitas vezes levados por algum impulso incontrolável como a emoção ou o medo, fazemos coisas que nos trazem arrependimentos, remorso, culpa ou vergonha; estes sentimentos traduzem o nosso senso moral, e que na sociedade existe muito preconceito, desigualdade, bullying e não esta havendo mais democracia .Então podemos entender que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade e generosidade).

    ResponderExcluir
  3. ESCOLA: Manoel F. De Lima
    ALUNA: Leticia Lopes
    ANO: 3º C not.

    SENSO MORAL E CONSIENCIA MORAL

    Quando falamos em senso moral, estamos falando de sentimento de justiça e injustiça.
    Ao indignarmo-nos com ações que achamos ser injusto ou errado, ao nos horrorizarmos com a pobreza , com a miséria e nos sentirmos responsáveis por algumas injustiças que presenciamos. Estamos exprimindo nosso senso moral.
    A emoção é um modo de exprimir o senso moral assim como o medo, o arrependimento, o sentimento de culpa, o remorso, a vergonha que sentimos por ter feito algo que consideramos errado.

    Creio que o senso moral é o que nos leva a expressar nosso horror e indignação aos abandonos e maus tratos contra todo e qualquer ser vivo, nos leva também a condenar quem pratica esses atos de má conduta.
    E ao mesmo tempo nos leva a emoção quando vemos um individuo generoso, integro que ao contrario dos outros, ajuda esse mesmo ser com a honradez de uma pessoa de bem, com caráter confiável.

    ResponderExcluir
  4. ESCOLA E. MANOEL FERREIRA DE LIMA
    ROSANA LEMES - N°27
    3''B'' E.M NOTURNO

    Falar de Política não é facil, ainda mais quando se esta envolvido crianças. Este video foi mais um de muitos que estão surpresos com que oa autoridades fazem com o nosso dinheiro, mas, acho que ''kit gay'' não existe; o kit que recebemos podera ajudar a quem nao tem condições de comprar,mas concordo sim, com a idea de agirmos mais sobre o sexo seguro e racismo, e SIM, concordo que os politicos não se importam com a sociedade, mas sim com os votos. Se nossos filhos decidirem ser gays, cabe a NÓS agirmos, e não deixarem ser influenciados. Ser gay não é normal, mas sim uma escolha, e não devemos de geito nenhum esquecermos a igualdade racial só pq o ''BATE CABELO'' dos gays esta na moda, nem porque os ''DRAGS'' estao ''agitando'', recismo sempre vai ter, mas devemos tentar combater TOOOODOOOS os tipos de recismo.E os políticos que jogam nosso dinheiro fora, devem ser PUNIDOS e AFASTADOS.

    ResponderExcluir
  5. Escola: Manoel F. de Lima
    Nome: Jamir Brig da silva N°: 34
    Série: 3° ano B Noturno

    Senso Moral e Consciência Moral

    Tomamos conhecimento de vários movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome, carência e pobreza. Mas ainda assim ainda existem todo ano crianças, jovens e adultos morrendo por falta de comida e/ou de segurança nas cidades. Movidos pela solidariedade participamos desses movimentos a cada ano com o desejo de isso um dia acabar e todos esses problemas terem sido solucionados, isso toca em nosso senso moral e nos faz refletir sobre nossos semelhantes mais necessitados. Muitas vezes também falamos ou fazemos algo pelo qual nos arrependemos logo em seguida, isso exprime nosso senso moral e nos faz parar para pensar antes de agir. Porém chegamos a conhecer pessoas honestas, justas e verdadeiras que nos fazem querer ser como elas, pois nos fazem continuar acreditando que é possível mudar o mundo, basta querer. Com consciência, honestidade e justiça igual para todos podemos fazer desse mundo um mundo muito melhor.

    ResponderExcluir
  6. ESCOLA MANOEL FERREIRA DE LIMA .
    NOME: Andressa Gonçalves Medeiros. Nº 02
    serie: 3 Ano " c" Noturno .
    SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA
    A moral pode ser dividida em senso moral e consciência moral. O senso moral atua quando uma pessoa é movida a agir por causa dos seus sentimentos ao próximo, pelos seus valores e ainda pelo sentimento de igualdade entre si e o próximo, ou seja, o senso moral leva uma pessoa a agir imediatamente. Sentimentos como solidariedade, compaixão, injustiça impulsionam o senso moral.Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome.Milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos, morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça " mas fazemos algo ?".
    A consciência moral atua na tomada de decisões relacionadas ao comportamento da pessoa, pois necessita tomar decisões relacionadas a si próprio e a outras pessoas, de forma que seja responsável por estas e ainda assuma as conseqüências de tais decisões. O discernimento promove a relação entre os meios e os fins que auxilia na distinção de reações morais e imorais.O termo consciência, em seu sentido moral, é uma habilidade, capacidade, intuição, ou julgamento do intelecto que distingue o certo do errado. Juízos morais desse tipo podem refletir valores ou normas sociais (princípios e regras). Em termos psicológicos a consciência é descrita como conduzindo a sentimentos já de remorso, quando o indivíduo age contra seus valores morais, já de retidão ou integridade, quando a ação corresponde a essas normas. Em que medida a consciência representa um juízo anterior a uma ação e se tais juízos baseiam-se, ou deveriam basear-se, somente na razão é uma tema muito discutido em toda a história da filosofia.

    ResponderExcluir
  7. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna:jaine Fava
    Ano:3ºb Noturno

    SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL

    Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova.
    Exemplo: uma pessoa querida, com uma doença terminal, está viva apenas porque Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e animais linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio, torturas e suplícios. Com freqüência, ficamos indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado permanece impune. Sentimos cólera diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumento para seus interesses e para conseguir vantagens às custas da boa-fé de outros. sentimentos manifestam nosso sensos moral.
    Por situações como essas – mais dramáticas ou menos dramáticas – surgem sempre em nossas vidas. seu corpo está ligado a máquinas que a conservam. Suas dores são intoleráveis. Inconsciente, geme no sofrimento. Não seria melhor que descansasse em paz? Não seria preferível deixá-la morrer? nossa consciência moral, pois exigem que decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas, porque somos responsáveis por nossas opções.
    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade.

    ResponderExcluir
  8. Nome: Emerson de Almeida Jara
    Série:3°Ano ”A”
    Senso moral e consciência moral
    No país em que vivemos hoje todas as ações de discriminação
    Como aos negros, gordo,gay e pessoas de outra etnias fica só
    No papel a punição para quem comete esses tipos de agressão.
    Promovem palestras contra a homofobia, contra o bulling
    e contra o preconceito racial mas de nada adianta em quanto
    isso milhares de pessoas estão passando fome, pensando
    o que terá no dia de amanhã para comer.
    O vídeos quis nos mostrar que ao invés dos políticos ficar investindo
    Construções de praças , e gastando dinheiro com outros tipos de
    Coisa sem ser com que realmente esta sendo necessitado .
    ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa que
    atravéz de suas palavras manifesta honestidade, justiça,mesmo quando
    tudo isso custa algo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa, na nossa
    sociedade tem pesssoas de todo o caráter bom , ruim.

    ResponderExcluir
  9. MANOEL FERREIRA DE LIMA
    JESSICA LOPES
    3º B
    Nº14

    SENSO MORAL
    Muitas pessoas não têm senso moral, mas dizem que tem.
    Senso moral não tem ate mesmo nas outras sociedades do nosso país, como por exemplo, SP e RJ os prefeitos ou mesmo ate o presidente querem que a cidade fique bem visível aos olhos dos turistas, investem milhões na aparência da cidade. Mas e quanto as favelas? E quanto aos moradores de rua que não tem habitação? Esses pensamentos de revolta também são movidos pelo senso moral.
    A consciência moral não é tão diferente assim, muita gente julgam uma pessoa sem saber o ela passa em seu dia a dia, dentro da sua casa, um exemplo bem simples; um rapaz casado com a mulher que ama loucamente e é correspondido, certo dia conhece outra mulher e se apaixona e ela corresponde, as pessoas já o julgam sem vergonha que ele não vale a comida que come. Isso se chama “consciência moral”.

    ResponderExcluir
  10. Nome:Jacson Renan Legramante de Melo
    Série:3° Ano "A" Matutino
    Escola:E.E. Manoel Ferreira de Lima

    Senso moral e consciência moral

    Nós vemos diariamente na televisão, rádios, jornais, e em outros meios de comunicações crianças e adultos pedindo comida, roupa, água, enquanto políticos e pessoas milionárias ficam roubando dos pobres, desviando dinheiro público que iria pra educação, pra saúde, pra ajudar a população.
    Também vemos eles desperdiçando comida, água enquanto milhares de pessoas estão morrendo de fome e de sede em todo o mundo e o que nós estamos fazendo pra mudar isso em??simplesmente nada nós ficamos de braços cruzado enquanto milhares de pessoas morrem em todo o mundo.
    Nós vimos diariamente falar de descriminação racial, sexual e de bullying em pleno séc. XXI, isso é uma vergonha, nós temos que ser contra isso, nos temos que mostra o nosso poder contra essas pessoas que promovem essa crueldade contra a humanidade.Cadê o nosso senso moral e nossa consciência moral contra isso, temos que lutar por nossos direitos, se nós quer mudança nós temos que promover a mudança, mundo primeiro nós pra depois mudar os outros
    Nós temos que ter senso moral e consciência moral pra reconhecer os nossos erros e tentar mudar eles.

    ResponderExcluir
  11. Escola Estadual Manoel Fereira de Lima.
    ALUNO: Dionatã Bernal do Prado.
    ANO: 3 º B Noturno.
    SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL
    Senso Moral é a maneira como avaliamos nossa situação e de nossos semelhante com idéias de justiça ou injustiça. Já que iremos falar sobre justiça e injustiça. Será que os politicos da Assembleia em Brasilia estão preocupados com nossa Educação? Eles não querem nem saber . Estão pouco se lixando, a preocupação deles é ganhar dinheiro nas custas um do outro; fazendo ameaças para quem sabe de seus podres, será que todos eles tem consciencia dos transtornos que eles podem causar a nossa sociedade e atingir pessoas inocentes, as pessoas mais atingindas por essa pouca vergonha somos nos, pois quem leva o nome de Sujos não são os politicos mais; sim O Brasil por ter pessoas dentro do governo querendo roubar nosso dinheiro e implantar leis que vai prejudicar os consceitos morais de uma pessoa. Em vez de se preocuparem com melhorias para sociedade onde a muito preconceitos , bullying,descriminação homosexuais , raciais e melhorias de salários para os professores que são obrigados a entrarem de greve para lutar por um salario que já esta na lei que deve ser pago mais não é comprido. O nosso país tem tantos protesto por uma única coisa que nos resta de importante a liberdade de expressão onde podemos nos expressar e tal maneia que nos ajude e garanta nossos direitos. Ao contrario de alguns politicos que não tem o senso moral e a conciencia moral dos seus valores e as de outras pessoas , onde passam por cima da generosidade de pessoas honestas....

    ResponderExcluir
  12. Escola Manoel Ferreira de Lima
    Aluno:Jeferson Bicudo Lima
    Ano:3ºB noturno

    Senso Moral e Consciencia Moral
    Snso moral é a maneira como avaliamos a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de mérito e grandeza de alma,ao vermos hoje em dia a atitudes dos nossos politicos em relaçao a educaçao vemos uma grande deficiencia nessa parte,pois certamente elas nao pensam em inclusao social das pessoas homossexuais e sim em quantos votos essas pessoas significam para o Brasil e atravez dessas atitudes a nossa politica vem cada vez mais se tornando algo imundo, que especie de educaçao e essa onde pais nao podem sequer ter o direito de educaçar seus filhos para nao se tornarem gays. nao que ser gay e uma coisa errada mas nao e porque é errado q tenha q se aceitar.Onde esta a consciencia moral de nossos admistradores do pais onde pensam mais em votos do que o proprio bem estar dos nossos cidadãos que os elegem para tornar o nosso pais um lugar melhor mas o que eles veem e roubo, sonegaçao de imposto e todo o tipo de crime dessas pessoas que so pensam em si mesmos e agora querem influenciar nossas crianças
    que espécie de pais e esse ?

    ResponderExcluir
  13. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluno: José Fernando Vasconcelos Marques
    Série: 3º"B" Noturno

    Senso Moral e Consciência Moral

    O Senso Moral de hoje no Brasil esta muito critica, porque várias pessoas de rua estão passando fome, como também nós vemos em várias publicidades políticos, prefeitos, governadores e outros desviando dinheiro para outras ações publicam que não tem a mínima vergonha na cara. Em vez de eles pegarem e fazer alguma coisa para ajudá-los a sair desse tipo de mundo que nós vivemos hoje. Porém, atualmente no Brasil vemos vários jovens e adultos que não tem mais respeito pelo racismo, eles só querem criticar as pessoas que não teve culpa de ser negro. No mundo de hoje vemos muitas crianças pedindo alimento e outras coisas para sobreviver. Atualmente em vários países e cidades vemos as crianças jogadas no trafico desde pequeno aprendendo coisas que outras pessoas ensinam como a matar, roubar, estuprar, e várias outras chacinas que acontece nos dias atuais de hoje.
    Mas cadê os políticos que só falam que vai ajudar mas nunca acontece, e quem acaba no prejuízo são as crianças e adolescentes que estão praticamente jogados nesse mundo em que vivemos. Também um dos principais fatos é o bullying que acontece a qualquer momento e qualquer lugar como, por exemplo, na escola. Os que mais sofrem são os gordos, magros e negros que são criticados e vitimas de danos que consequentemente acontecem com eles mesmos onde estiver. Mas o fato é na onde esta o Senso Moral para acabar com essas violências nos dias atuais de hoje, e agora eu digo em que lugar nós estamos vivendo?

    ResponderExcluir
  14. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Jaine Cristaldo Silva
    3 º A- Matutino

    SensoMoral e Consciência Moral

    Realmente eu queria saber o que é ser um cidadão moral na sociedade onde vivemos. Em parte,a culpa da situação precária em que esta o nosso país é nossa. Pois muitas vezes vendemos o nosso direito de reinvidicar o que é certo e errado. Estamos vivendo a época onde o certo é errado e vice-versa. Nossos governantes não estão nem um pouco preocupados se existe descriminação de gordos e negros. Realizam tantas campanhas sobre BULLYING,mais é em vão. Se eles estivessem mesmo preocupados com isso,não existiria cotas para negros e indios em faculdades. Nossa capacidade é a mesma. A questão é que somos o que temos. Caráter hoje não significa nada,poder aquisitivo que faz diferença.Sociedade corrompida. Sim,se teremos cartilhas para gays,cade a dos heteros? A decisão sexual é escolha de cada um,porém não devemos aceitar que as escolas ensinem tal. E a lei que bater em filhos é errado? Se não educarmos,eles crescem e viram bandidos,ai quem bate é a polícia. Me diz: Que país é esse? Pessoas morrem em portas de hospitais,se enfrentam por prato de comida,ser catador de lixo é como senão fosse cidadão. Enquanto muitos roubam no senado,outros morre nas drogas,com fome. Falta sim a consciência,amor pelo próximo. As coisas só iram mudar,quando cada um de nós tomar a atitude. Seja ela grande ou pequena. Comece mudar o mundo,mudando suas atitudes. Tudo que estamos vivendo hoje é culpa das nossas ações,falhas no caráter. Esta na hora de rever os conceitos e avaliar o teor de nossas escolhas. O que plantamos também colhemos.

    ResponderExcluir
  15. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluno:Jânio Ricardo Soares Cotrim
    Ano:3ºb Noturno
    Nº12

    Senso moral e consciência moral

    Os políticos quando desejam aumentar seus salários, não encontram problemas, quanto a isso, no entanto quando esse aumento se refere aos salários dos professores a história é outra, encontram vários desculpas e argumentos para questionar tal aumento.
    Uma vez que o professor é responsável por contribuir pela formação dos indivíduos estes, se faz necessário diante de toda a sociedade, no entanto não são valorizados nem respeitados em seus direitos,
    e o sistema não tem contribuido para com uma política de melhor valorização desse profissional, tanto no que diz respeito a questão salarial, quanto na sua formação continuada e segurança, e os mesmos se veem obrigados muitas vezes a fazer uso de seus direitos de reivindicar melhores condições de trabalho como por exemplo através de greves.
    Em nossa sociedade a maioria das pessoas se declaram não preconceituosas, no entanto o preconceito esta presente quando se deparam com o diferente, em relação ao negro, gordos, homossexuais, e assim por diante. O preconceito existe sim e o disrespeito com o outro também
    Vivemos em uma sociedade democratica, mas só exercemos nossa democracia e cidadania quando respeitamos o direito do outro
    Vivemos em uma sociedade democratica, mas só exercemos nossa democracia e cidadania quando respeitamos o direito do outro
    As pessoas tem o direito de escolher
    e tomar suas decisões
    o fato de alguem ser gay não o diminui como ser humano que tem
    deireitos e acima de tudo sentimentos .

    ResponderExcluir
  16. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    3º ano “C” Nome: Antonio Arce Neto Número: 03

    Senso Moral e Consciência Moral.

    O senso moral é o modo de expressarmos nossos sentimentos de justiça ou injustiça em relação a um semelhante, assim como sentimento de certo ou errado.E também o sentimento de Solidariedade quando vemos uma pessoa que tem fome, ou perde tudo que conquistou em uma enchente por exemplo, também quando fazemos algo por uma emoção forte e incontrolável (vergonha,medo, orgulho ,vaidade, covardia, etc.) e que depois no futuro sentimos vergonha e queríamos voltar no tempo para “concertar”, essas emoções também expressão nosso senso moral.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror de ver, ao vivo ou até mesmo, nos noticiários, jornais, entre outros meios de comunicação, chacinas de seres humanos e animais, assassinatos brutais, estupros, entre outras coisas horríveis.Quando vemos pessoas se aproveitando de outras pessoas com boa fé. Todos esses sentimentos manifestam nosso senso moral.
    Uma mulher vê um roubo. Vê uma criança maltrapilha e esfomeada roubar frutas e pães numa mercearia. Sabe que o dono da mercearia está passando por muitas dificuldades e que o roubo fará diferença para ele. Mas também vê a miséria e a fome da criança. Deve denunciá-la, julgando que com isso a criança não se tornará um adulto ladrão e o proprietário da mercearia não terá prejuízo? Ou deverá silenciar, pois a criança corre o risco de receber punição excessiva, ser levada para a polícia, ser jogada novamente às ruas e, agora, revoltada, passar do furto ao homicídio? Que fazer?


    CONSCIÊNCIA MORAL

    Situações como essas – mais dramáticas ou menos dramáticas – surgem sempre em nossas vidas. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas, porque somos responsáveis por nossas opções.
    Todos os exemplos mencionados indicam que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e a decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros.

    ResponderExcluir
  17. E.E. Manoel Ferreira de lima
    3º ano "A" matutino
    Aluna: Stefani Arce

    Censo moral - Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a
    fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos,
    morrem de fome, enquanto a justiça nem está se preocupando com esses acontecimentos. Sempre somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e
    animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio, torturas e suplícios. Onde nossa moral é culpada muita das vezes de não poder fazer nada.Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo,
    orgulho, ambição, vaidade, covardia), fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso,
    culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente.

    Consciência Moral - Situações como essas, mais dramáticas ou menos dramáticas surgem sempre em nossas vidas.
    Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova
    nossa consciência moral, pois exigem que decidimos o que fazer, que justificamos para nós mesmos e para
    os outros as razões de nossas decisões e que assumimos todas as conseqüências delas, porque somos
    responsáveis por nossas opções. O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações
    referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e,
    portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.

    ResponderExcluir
  18. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluno: Ana Paula Megier Pereira Nº: 01
    Série: 3º"C" Noturno

    Senso Moral e Consciência Moral

    Senso Moral é a maneira de como avaliamos certas situações, segundo ideias como justiça e injustiça. Um exemplo de senso moral é a indignação que temos quando vemos pessoas passando fome enquanto outras esbanjam alimentos. É também a avaliação do nosso comportamento segundo as ideias de certo e errado, exemplo quando fazemos alguma coisa em que sentimos culpa, remorso. Senso Moral é quando somos movidos por nossos sentimentos ao próximo, faz com que agimos imediatamente. Solidariedade, compaixão levam adiante o senso moral.
    Consciência Moral se refere a tomada de decisões relacionadas ao comportamento, necessita tomar decisões em relação a si próprio e outras pessoas, de forma que se responsabilize, e ainda assuma as consequências das decisões. Exemplo, o que fazer diante de uma gravidez indesejada?
    O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações, referidos ao bem e o mal, ao desejo de felicidade e ao exercício da liberdade.

    ResponderExcluir
  19. E.E.Manoel Ferreira de Lima
    Alunaª: Ester Marques nº 08
    3ºano A Matutino

    Sonso moral e conciência moral

    É uma situação que o ser humano passa nascendo ou evoluindo de uma opção para que não classificar de uma dicotomia, método de classificação em que cada uma das divisões e subdivisões não contém mais de dois termos.
    Uma repartição dos honorários médicos, à revelia do doente, entre o médico assistente e outro chamado por este.
    Aspecto de um planeta ou de um satélite quando apresenta exatamente a metade do disco iluminada. Divisão lógica de um conceito em dois outros conceitos, em geral contrários, que lhe esgotam a extensão. Ex.: animal = vertebrado e invertebrado.
    Tipo de ramificação vegetal em que a ponta do órgão (caule, raiz, etc.) se divide repetidamente em duas porções idênticas, e que é próprio dos talófitos e briófitos, sendo muito raramente observado nas plantas floríferas; dicopodia. Princípio que afirma a existência única, no ser humano, de corpo e alma. É bom frisar que algumas dessas significações não se enquadram bem, principalmente no assunto que estamos diluindo. No nosso caso seria o bem e o mal. O exemplo que mais se afine com o questionamento (opinião minha), seria o livre-arbítrio. Podemos nos prolongar ainda acrescentando que também são ações que dependem de nós mesmos, de nossa capacidade de avaliar e desenvolver e discutir, nesta aposição poderá ser citado como exemplo a educação familiar, a colegial, o meio social, os amigos, vícios e os procedimentos de cada ser. No Senso Moral não somos levados a agir por outros ou obrigados por eles. É visível esta colocação, se somos levados a agir por outros ou obrigados por eles, à conseqüência natural será a exterminação cruel de nosso Senso Moral, transformando-o em imoral com certeza. Nos assassinatos por encomenda o mandante consegue dominar o Senso Moral do que vai efetuar o crime, domina seu senso moral através do convencimento e do dinheiro, mesmo que isto venha a lhe custar caro. Pode ser a avaliação do certo e errado, esta avaliação será feito por mim ou por outrem. A conduta do ser humano é constantemente avaliada, juizes todos são, mérito não se compra, adquire e com muito sacrifício e grandeza da alma depende de muitos fatores, sociais e religiosos.
    Quando o Senso Moral falha a Consciência moral se ressente e de pronto. Quando faço algo de errado vem o sentimento de culpa e a minha consciência fica atribulada, minhas atitudes acabrunhadas e o resultado quando para combater o resultado, que é o arrependimento, é dar a volta por cima e praticar uma boa ação. A educação familiar, O convívio, as amizades, uma boa escolarização e uma relação saudável, a ausência de estresse, angústias, preocupações, depressões e outras mazelas contribuem para convivermos bem ou mal com a consciência moral. As nossas decisões extemporâneas, os conflitos, devem assumir a consciência pelos atos que praticamos. Não poderemos deixar que a avaliação, certa ou errada transforme nossa vida e passarmos a outro fator chamado dilema moral. Pelo que expomos chegamos à conclusão que normalmente um fato, uma conseqüência tem ligação direta ou são compactuadas.

    ResponderExcluir
  20. E.E.Manoel Ferreira de Lima
    Alunaª: Karoliny Mendonça Flores nº 22
    3ºano C Noturno.


    O Senso e a Consciência Moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações, portanto isso já nasce e existe como parte de nossa vida.
    Hoje as pessoas que não aceitam trabalhos sujos são vistos como pessoas fracas que nunca irão ter nada na vida, mas aqueles que aceitam esse tipo de trabalho são visto como pessoas sem caráter e sem dignidade. E o que é uma pessoa sem caráter e dignidade? Bom para mim não é nada, pois se elas são assim é por que cada um tomou sua decisão, por mais que digam que somos levados por impulso e acabando tomando decisões das quais nos arrependeremos depois, isso mostra o senso e a consciência moral de cada um, se você tem consciência daquilo que esta aceitando para sua vida não a o porquê de se arrepender, pois isso mostra o seu caráter, mais se você optar pelo senso, do que vai valer querer dizer que se arrependeu depois?
    Em nosso país vemos muitos políticos, falsos “pastores, apóstolos” roubando o que é direito do povo, isso mostra o senso moral de cada uma dessas pessoas, e isso causa indignação diante da injustiça que acontece. E a tal Democracia cadê? Ta faltando pessoas com mais consciência para assumir o governo de nosso país, para que tudo isso possa mudar.

    ResponderExcluir
  21. E.E.Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Maiara Fernandes Roa nº27
    3ºano C noturno


    Senso Moral e Consciência Moral

    Senso Moral

    Nossos sentimentos e nossas ações exprimem nosso senso moral, Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo, orgulho, ambição, vaidade, covardia), fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente. Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral. Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios.
    Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral. Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio, torturas e suplícios. Quantas vezes, levados por um impulso incontrolável ou por uma emoção forte, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa? Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como o de certo errado.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa.

    Consciência Moral

    Situações como essas – mais dramáticas ou menos dramáticas – surgem sempre em nossas vidas.
    Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que decidamos o que fazer que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas, porque somos responsáveis por nossas opções. O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidas ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.

    ResponderExcluir
  22. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluno: Naiane Viana
    Série: 3º"C" Noturno

    Ética e Moral
    As palavras moral e ética existem há muitos séculos.
    Moral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade e estas normas são adquiridas pela educação pela tradição e pelo cotidiano. A moral sempre existiu pois todo ser humano possui a consciência moral que o leva a distinguir o bem do mal. A moral, afinal, não é somente um ato individual, pois as pessoas são, por natureza, seres social, assim percebe-se que a moral também é um empreendimento social.
    Ética é um conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vivem garantindo, assim "O bem estar social", ou seja, ética é a forma que o homem de bem se comporta no seu meio social.
    Ética e Moral são os maiores valores do homem livre.Ambos significam "respeita e venera a vida" o homem com seu livro arbítrio, vai formando seu meio ambiente ou destruindo, ou ele apoia a natureza e suas criaturas ou ele subjuga tudo que pode dominar e assim a ele mesmo se torna no bem ou no mal deste planeta "ética e a moral se forma numa mesma realidade."

    ResponderExcluir
  23. Nome: Wilson Varderlei Herrera Junior
    escola: Estadual Manoel Ferreira De Lima
    turno:Noturno 3º C


    Ética e moral




    Apesar de terem um fim semelhante: ajudar o Homem a construir um bom carácter para ser humanamente íntegro; a ética e a moral são muito distintas.
    A moral tem um carácter prático imediato, visto que faz parte integrante da vida quotidiana das sociedade e dos indivíduos, não só por ser um conjunto de regras e normas que regem a nossa existência, dizendo-nos o que devemos ou não fazer, mas também porque está presente no nosso discurso e influencia os nossos juízos e opiniões. A noção do imediato vem do facto de a usarmos continuamente. A ética, pelo contrário, é uma reflexão filosófica, logo puramente racional, sobre a moral. Assim, procura justificá-la e fundamentá-la, encontrando as regras que, efectivamente, são importantes e podem ser entendidas como uma boa conduta a nível mundial e aplicável a todos os sujeitos, o que faz com que a ética seja de carácter universalista, por oposto ao carácter restrito da moral, visto que esta pertence a indivíduos, comunidades e/ou sociedades, variando de pessoa para pessoa, de comunidade para comunidade, de sociedade para sociedade. O objecto de estudo da ética é, portanto, o que guia a acção: os motivos, as causas, os princípios, as máximas, as circunstâncias; mas também analisa as consequências dessas acções. A moral também se apresenta como histórica, porque evolui ao longo do tempo e difere no espaço, assim como as próprias sociedades e os costumes. No entanto, uma norma moral não pode ser considerada uma lei, apesar da semelhança, porque não está escrita, mas sim como base das leis, pois a grande maioria das leis é feita tendo em conta normas morais. Outra importante característica da moral (e esta sim a difere da lei) é o facto desta ser relativa, porque algo só é considerado moral ou imoral segundo um determinado código moral, sendo este diferente de indivíduo para indivíduo. Finalmente, a ética tem como objectivo fundamental levar a modificações na moral, com aplicação universal, guiando, orientando, racionalmente e do melhor modo a vida humana.

    ResponderExcluir
  24. Nome:Rodrigo lemes de alencar
    Escola: manoel ferreira de lima
    Turno : 3º C noturno

    A confusão que acontece entre as palavras Moral e Ética existem há muitos séculos. A própria etimologia destes termos gera confusão, sendo que Ética vem do grego “ethos” que significa modo de ser, e Moral tem sua origem no latim, que vem de “mores”, significando costumes.

    Esta confusão pode ser resolvida com o esclarecimento dos dois temas, sendo que Moral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano. Durkheim explicava Moral como a “ciência dos costumes”, sendo algo anterior a própria sociedade. A Moral tem caráter obrigatório.

    Já a palavra Ética, Motta (1984) defini como um “conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vive, garantindo, outrossim, o bem-estar social”, ou seja, Ética é a forma que o homem deve se comportar no seu meio social.

    ResponderExcluir
  25. Nome: Ian andrade
    Escola: estadual manoel ferreira de lima
    Turno: Noturno 3 C



    A Moral sempre existiu, pois todo ser humano possui a consciência Moral que o leva a distinguir o bem do mal no contexto em que vive. Surgindo realmente quando o homem passou a fazer parte de agrupamentos, isto é, surgiu nas sociedades primitivas, nas primeiras tribos. A Ética teria surgido com Sócrates, pois se exigi maior grau de cultura. Ela investiga e explica as normas morais, pois leva o homem a agir não só por tradição, educação ou hábito, mas principalmente por convicção e inteligência. Vásquez (1998) aponta que a Ética é teórica e reflexiva, enquanto a Moral é eminentemente prática. Uma completa a outra, havendo um inter-relacionamento entre ambas, pois na ação humana, o conhecer e o agir são indissociáveis.

    Em nome da amizade, deve-se guardar silêncio diante do ato de um traidor? Em situações como esta, os indivíduos se deparam com a necessidade de organizar o seu comportamento por normas que se julgam mais apropriadas ou mais dignas de ser cumpridas. Tais normas são aceitas como obrigatórias, e desta forma, as pessoas compreendem que têm o dever de agir desta ou daquela maneira. Porém o comportamento é o resultado de normas já estabelecidas, não sendo, então, uma decisão natural, pois todo comportamento sofrerá um julgamento. E a diferença prática entre Moral e Ética é que esta é o juiz das morais, assim Ética é uma espécie de legislação do comportamento Moral das pessoas. Mas a função fundamental é a mesma de toda teoria: explorar, esclarecer ou investigar uma determinada realidade.

    A Moral, afinal, não é somente um ato individual, pois as pessoas são, por natureza, seres sociais, assim percebe-se que a Moral também é um empreendimento social. E esses atos morais, quando realizados por livre participação da pessoa, são aceitas, voluntariamente.

    ResponderExcluir
  26. Nome: Fábio Aparecido Cotte Cuevas
    Escola: Manoel Ferreira de Lima
    Turno: 3° Ano C Noturno

    SENSO MORAL
    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a
    fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos,
    morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça
    (especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). Sentimos
    responsabilidade. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Nossos sentimentos e
    nossas ações exprimem nosso senso moral.
    Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo,
    orgulho, ambição, vaidade, covardia), fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso,
    culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente. Esses sentimentos também exprimem
    nosso senso moral.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações
    manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios.
    Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais
    sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e
    animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio, torturas e suplícios. Com freqüência, ficamos
    indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado
    permanece impune. Sentimos cólera diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como
    instrumento para seus interesses e para conseguir vantagens às custas da boa-fé de outros. Todos esses
    sentimentos manifestam nosso senso moral.
    Vivemos certas situações, ou sabemos que foram vividas por outros, como situações de extrema
    aflição e angústia. Assim, por exemplo, uma pessoa querida, com uma doença terminal, está viva apenas porque
    seu corpo está ligado a máquinas que a conservam. Suas dores são intoleráveis. Inconsciente, geme no
    sofrimento. Não seria melhor que descansasse em paz? Não seria preferível deixá-la morrer? Podemos desligar
    os aparelhos? Ou não temos o direito de fazê-lo? Que fazer? Qual a ação correta?




    CONSCIÊNCIA MORAL
    Situações como essas – mais dramáticas ou menos dramáticas – surgem sempre em nossas vidas.
    Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova
    nossa consciência moral, pois exigem que decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para
    os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas, porque somos
    responsáveis por nossas opções.
    Todos os exemplos mencionados indicam que o senso moral e a consciência moral referem-se a
    valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos
    valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e a decisões que
    conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem,
    podemos notar que estão referidos a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o
    bem. Os sentimentos e as ações, nascidos de uma opção entre o bom e o mau ou entre o bem e o mal, também
    estão referidos a algo mais profundo e subentendido: nosso desejo de afastar a dor e o sofrimento e de alcançar
    a felicidade, seja por ficarmos contentes conosco mesmos, seja por recebermos a aprovação dos outros.
    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações
    referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e,
    portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.

    ResponderExcluir
  27. Gessica Cristina Franzmann
    Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    3° ano A - Matutino - n°10

    A moral e a ética são coisas que vamos criando com o passar dos anos com a educação que recebemos em casa, de nossos pais. ganhamos com a coparticipação na escola e com o convívio com amigos onde trocamos ideias e experiencias.
    Uma pessoa sem ética ou moral e uma pessoa mal vista pela sociedade,pois não se pode confiar.
    Participar de campanhas contra a fome, miséria, tomar conhecimento de movimentos nacionais e internacionais, sentir piedade e ficar indignados são acoes que por elas já se explicam o que é senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de outras pessoas segundo ideias como as de justiça e injustiça.
    Nossas duvidas quanto a decisões que devemos ou não tomar não manifestam nosso senso moral mas exigem que fazemos avaliações para tomar a decisão mais correta.

    ResponderExcluir
  28. E.E. MANOEL FEREIRA DE LIMA
    ALUNA: Josekelly Romeiro dos Santos
    ANO: 3º B NOTURNO Nº17
    SENSO MORAL E CONCIÊNCIA MORAL
    Todos nós temos que pensar muito, para sempre tomar a escolha correta. Na vida nos sempre devemos ser justos e honestos, seja com as pessoas ou com nós mesmos. O video retrata muito bem a realidade. As pessoas usam as crianças e a escola para terem aquilo que querem.
    Tanta coisa para se preocupar e eles estão preocupados com quites GAY. Ser Gay ou não, quem vai decidir são eles em algum momento da sua vida. Seja honesto e justo sempre, independentemente da situação que estiverem passando hoje.

    ResponderExcluir
  29. E.E.Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Camila Mendonça Flores.
    3° ano C Noturno.

    O Senso Moral tem vários exemplos, pessoas que não pensam nas outras antes de fazerem algo para se dar bem só pensam nelas mesmo agem como se não tivesse ninguém ali que ira ser prejudicado, isso é uma vergonha, pois acontece em todo lugar não só no meio político aonde ocorre propinas pessoas que roubam para se dar bem, e esquecem que tem uma cidade para cuidar, para manter. E Atua de forma a limitar os interesses do inconsciente que busca somente o interesse próprio não se preocupando com os próximos.
    Já a consciência moral atua na tomada de decisões relacionadas ao comportamento da pessoa, pois necessita tomar decisões relacionadas a si próprias e a outras pessoas, de forma que seja responsável por estas e ainda assuma as conseqüências de tais decisões. Por incrível que pareça ainda existem pessoas honestas e justas com consciência que lutam para que acabe com as pessoas que só roubam e usam pessoas fracas para seus trabalhos sujos e imorais.

    ResponderExcluir
  30. Os vídeos retratam uma forma de sociedade no meu ponto vista total mente sem senso ético e moral é um vídeo que retrata preconceito e a forma que devemos resolvemos e as pessoas que praticam ações que no vídeo é exposta eu acho que deveria ser internada em um hospício pois deve ficar reparando vida dos outros e sim cuidar da sua própria....
    Vivemos-nos dentro de uma tridimensionalidade que são física, mental e espiritual, então você imagine que éticas são as regras físicas que nos seguimos, a moral é as verdades que possuímos na mente como sendo corretas em nosso procedimento, e a honradez é espiritual que significa os valores espirituais de união, valores e virtudes dos sentidos do Espírito. Pense sempre que em sua vida sempre terá as respostas se pensar em circunstâncias dos argumentos, porque se ficares limitada ao que esta escrita poderá confundir os argumentos.
    ÉTICA, CONSCIÊNCIA MORAL E SENSO MORAL
    Situações como essas – mais dramáticas ou menos dramáticas – surgem sempre em nossas vidas. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que decidamos o que fazer que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas, porque somos responsáveis por nossas opções.
    Todos os exemplos mencionados indicam que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores como justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade, a sentimentos provocados pelos valores como admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo e a decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem, podemos notar que estão referidos a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o bem. Os sentimentos e as ações, nascidos de uma opção entre o bom e o mau ou entre o bem e o mal, também estão referidos a algo mais profundo e subentendido: nosso desejo de afastar a dor e o sofrimento e de alcançar a felicidade, seja por ficarmos contentes conosco mesmos, seja por recebermos a aprovação dos outros.
    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.


    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos, morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça como especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância. Sentimos responsabilidade. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Nossos sentimentos e nossas ações exprimem nosso senso moral.
    Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte como medo, orgulho, ambição, vaidade, covardia, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente. Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.

    Carlos Eduardo Nº 8
    3ºc
    E. E. Manoel Ferreira de Lima

    ResponderExcluir
  31. Jaqueline Fuchs Wobeto
    Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    3º ano A - nº13 - Matutino


    Em muitos momentos das nossas vidas, ficamos e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Esses sentimentos também manifestam nosso senso moral, ou a maneira como avaliamos as condutas alheias seguindo as idéias de justiça e injustiça.
    Situações como essas surgem sempre em nossa vida. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam nosso senso moral, mas põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que, sem sermos obrigados por outros, decidamos o que fazer que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as consequências delas. Em outras palavras, a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações que nos levam a tomar decisões por nós mesmos.
    Tudo isso diz respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal, ao desejo de felicidade e ao exercício da liberdade, isto é, de nossas relações com outros sujeitos morais.

    ResponderExcluir
  32. Nome: Bruno Azevedo
    Série: 3º Ano C

    Senso Moral e Consciência Moral

    Muitas vezes sentimos indignação diante da injustiça, assim como também sentimos responsabilidade quando ficamos sabendo sobre a pobreza ou a miséria e então participamos de campanhas, colaboramos em situações de precariedade num ato de solidariedade.E também muitas vezes levados por algum impulso incontrolável como a emoção ou o medo, fazemos coisas que nos trazem arrependimentos, remorso, culpa ou vergonha; estes sentimentos traduzem o nosso senso moral, e que na sociedade existe muito preconceito, desigualdade, bullying e não esta havendo mais democracia .Então podemos entender que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade e generosidade).
    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a
    fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos,
    morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça
    (especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). Sentimos
    responsabilidade. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Nossos sentimentos e
    nossas ações exprimem nosso senso moral.
    Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo,
    orgulho, ambição, vaidade, covardia), fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso,
    culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente. Esses sentimentos também exprimem
    nosso senso moral.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações
    manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios.
    Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais
    sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e
    animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio, torturas e suplícios. Com freqüência, ficamos
    indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado
    permanece impune. Sentimos cólera diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como
    instrumento para seus interesses e para conseguir vantagens às custas da boa-fé de outros. Todos esses
    sentimentos manifestam nosso senso moral.

    ResponderExcluir
  33. Escola Estadual Manoel Ferreira
    Nome:Emerson de almeida jara N°:07
    Série: 3°ano"A" matutino
    Senso Moral e Consciência Moral
    A moral, é uma habilidade, capacidade, intuição, ou julgamento do intelecto que distingue o certo do errado.mas muitas vezes as pessoas usam esse tipo de ação para criticar ou ignorar outras pessoas.
    A consciência, presente no íntimo de qualquer pessoa e indissociável à dignidade humana, permite a qualquer pessoa avaliar a qualidade moral dos actos realizados ou ainda por realizar, permitindo-lhes assim assumir a responsabilidade porque possuem liberdade para escolher entre o bem e o mal. A Igreja Católica defende que quem escutar correctamente a sua consciência moral "pode ouvir a voz de Deus que lhe fala".
    consciência esta vinculada à verdade e ao bem, as pessoas devem agir com rectidão e em conformidade com a consciência, ou seja, deve "estar de acordo com o que é justo e bom, segundo a razão e a Lei divina". Como a pessoa humana possui dignidade, ela não deve por isso ser impedido ou obrigado a agir contra a sua consciência, "sobretudo em matéria religiosa"
    Por isso, ela deve "obedecer sempre ao juízo certo da sua consciência, mas esta também pode emitir juízos erróneos, por causas nem sempre isentas de culpabilidade pessoal". Mas, uma pessoa que fez um acto mal por "ignorância involuntária, mesmo que objectivamente não deixe de ser um mal", é inimputável
    Nada mais belo e cativante quando buscamos inspiração para executarmos uma tarefa, por mais singela que seja. São nessas obrigações acadêmicas que temos a oportunidade de mostrar, aquilo que foi assimilado em sala de aula, a dedicação de quem repassa e a assimilação de quem aprende. Falar em moral nos dias atuais é meio complicado ou complicado e meio, seria talvez uma deletéria função que destrói ou danifica; prejudicial, danoso: nocivo à saúde: que corrompe ou desmoraliza, para os que não são acostumados a ela, e bastante altruístas para quem prima pela mesma. É como espírito de responsabilidade e funcionalidade que estou tentando aplicar os questionamentos, em número de nove, a disposição de minha memória incontida, mas muitas vezes falha. A realidade é o preço da dignidade humana.
    Podemos nos prolongar ainda acrescentando que também são ações que dependem de nós mesmos, de nossa capacidade de avaliar e desenvolver e discutir, nesta aposição poderá ser citado como exemplo a educação familiar, a colegial, o meio social, os amigos, vícios e os procedimentos de cada ser. No Senso Moral não somos levados a agir por outros ou obrigados por eles. É visível esta colocação, se somos levados a agir por outros ou obrigados por eles, à conseqüência natural será a exterminação cruel de nosso Senso Moral, transformando-o em imoral com certeza.

    Nos assassinatos por encomenda o mandante consegue dominar o Senso Moral do que vai efetuar o crime, domina seu senso moral através do convencimento e do dinheiro, mesmo que isto venha a lhe custar caro. Pode ser a avaliação do certo e errado, esta avaliação será feito por mim ou por outrem. A conduta do ser humano é constantemente avaliada, juizes todos são, mérito não se compra, adquire e com muito sacrifício e grandeza da alma depende de muitos fatores, sociais e religiosos. Basta o Presidente entender isso. Mas no SENAI embora seja eficiente ao que se propõe, não ensina ética, nem tão pouco moral para seu alunos.
    Essa é uma questão que, ao meu ver, deve ser sinceramente analisada por cada um de nós, quando diante desta situação. Muitas vezes nós queremos dar uma esmola pra um pobre, mais para dar ao nosso ego o gostinho de uma "boa ação" do que pra realmente pensar no outro, principalmente porque sabemos que uma esmola não vai resolver o problema da pessoa.

    ResponderExcluir
  34. E.E.MANOEL FERREIRA DE LIMA
    NOME:PAMILA MORAES PIRES Nº24
    SÉRIE:3ANO “B” NOTURNO
    Muitos enchem a boca para falar que tem moral ética mas não é isto que demonstram e suas atitudes,na sociedade em que vivemos muitos tem perdido seus valores éticos e morais e geralmente o principal motivo é a ambição pelo dinheiro as pessoas estão esquecendo seus valores que é o que realmente importa.Como é citado no vídeo o kit gay,eles querem implantar essa idéia para benefício próprio,pois dá a entender que estão preocupados com a homofonia,mas o motivo é outro, como o numero de gays e simpatizantes vem crescendo irão se beneficiar adquirindo mais votos,em vez de se preocuparem com outros problemas que são mais importantes para nossa sociedade.
    Cada vez mais os valores vem sendo esquecidos e a sociedade vem perdendo a noção do que e certo ou errado,nos dias de hoje a corrupção esta cada vez mais presente em nossa vida,não só na política como muitos generalizam,mais também na polícia em empresas multinacionais e em muitos outros lugares,as pessoas são corruptas pois não tem valor ético e moral.Então reflita as nossas ações de hoje,são as conseqüências de amanhã.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E.E Manoel Ferreira de Lima
      Nome:Eluizi Bamberg
      Série:3° Ano "A" Matutino
      N°:06
      Hoje em dia pessoas sofrem de bulling isso é uma falta de respeito com o próximo, alunos se chingando nas escolas se batendo, as vezes quem sofre de bulling fica com trauma e depois nunca mais fica com a cabeça igual de antes,Um tempo atras estavao falando em entregar um kit gay, tudo bem, nao tenho preconceito mais nas escolas isso iria influencia mais ainda ao preconceito.
      Quantas vezes ,levados por um impulso incontrolavel ou por uma emoção forte ,fazemos coisas de que depois sentimos vergonha,culpa .Tais emoçoes e sentimentos tambem exprimem nosso senso moral ,a maneira como avaliamos a conduta e a açao de outras pessosas segundo idéias como as de mérito e grandeza de alma.

      Excluir
  35. nome lucas da silva costa
    3°ano B
    noturno
    Senço moral
    E uma forma de livre excreção para mostrar a diferença morais e raciais existente nos dias de hoje, como ocorre no dia a dia a livre expressão do gls , um modo mais simples de explicar e que agora a moda e ser colorido e existem maneiras de aceitar
    Homofobico como direitos iguais ,mais se eles concordar em usar a metade dos recurso para o movimento negro ,o bullyng
    Segundo a doutrina da Igreja Católica, a consciência moral é um juízo da razão que ordena o homem a praticar o bem e evitar o mal. A consciência, presente no íntimo de qualquer pessoa e indissociável à dignidade humana, permite a qualquer pessoa avaliar a qualidade moral dos actos realizados ou ainda por realizar, permitindo-lhes assim assumir a responsabilidade porque possuem liberdade para escolher entre o bem e o mal. A Igreja Católica defende que quem escutar corretamente a sua consciência moral “pode ouvir a voz de Deus que lhe fala”.
    Enfim é a capacidade que você tem de fazer um julgamento de valor a respeito das atitudes e decisões do seu dia a dia.
    "Todos temos pré conceito tanto como raciais,religiosos.etc
    Mais nos dia de hoje temos que conviver"

    ResponderExcluir
  36. Escola estadual Manuel ferreira de lima
    Aluno : Julio Cesar sotana n 14 serie 3A

    Senso moral e consciência moral


    O senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e as decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem, podemos notar que se referem a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o bem.
    Os sentimentos e as ações, nascidos de uma opção entre o bem e o mal, também se referem a algo mais profundo e subentendido: nosso desejo de afastar a dor e o sofrimento e de alcançar a felicidade, seja por ficarmos contentes conosco mesmo, seja por recebermos a aprovação dos outros.
    Além disso, os sentimentos e as ações morais são aqueles que dependem apenas de nós mesmos, que nascem de nossa capacidade de avaliar e decidir por nós mesmos e não levados por outros ou obrigados por eles; em outras palavras, o senso e a consciência morais têm como pressuposto fundamental a idéia de liberdade do agente.
    O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal, ao desejo de felicidade e ao exercício da liberdade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida com outros agentes morais. O senso e a consciência morais são por isso constitutivos de nossa existência intersubjetiva, isto é, de nossas relações com outros sujeitos morais.Os juízos éticos de valor nos dizem o que são o bem, o mal, a felicidade. Os juízos éticos normativos nos dizem que sentimentos, intenções, atos e comportamentos devemos ter ou fazer para alcançarmos o bem e a felicidade. Enunciam também que atos, sentimentos, intenções e comportamentos são condenáveis ou incorretos do ponto de vista moral.
    Como se pode observar, senso moral e consciência moral são inseparáveis da vida cultural, uma vez que esta define para seus membros os valores positivos e negativos que devem respeitar ou detestar.
    Qual a origem da diferença entre os dois tipos de juízos? A diferença entre a Natureza e a Cultura. A primeira, como vimos, é constituída por estruturas e processos necessários, que existem em si e por si mesmos, independentemente de nós: a chuva é um fenômeno meteorológico cujas causas e cujos efeitos necessários podemos constatar e explicar.
    Por sua vez, a Cultura nasce da maneira como os seres humanos interpretam a si mesmos e suas relações com a Natureza, acrescentando-lhe sentidos novos, intervindo nela, alterando-a através do trabalho e da técnica, dando-lhe valores. Dizer que a chuva é boa para as plantas pressupõe a relação cultural dos humanos com a Natureza, através da agricultura. Considerar a chuva bela pressupõe uma relação valorativa dos humanos com a Natureza, percebida como objeto de contemplação.
    Freqüentemente, não notamos a origem cultural dos valores éticos, do senso moral e da consciência moral, porque somos educados (cultivados) para eles e neles, como se fossem naturais ou fáticos, existentes em si e por si mesmos. Para garantir a manutenção dos padrões morais através do tempo e sua continuidade de geração a geração, as sociedades tendem a naturalizá-los. A naturalização da existência moral esconde, portanto, o mais importante da ética: o fato de ela ser criação histórico-cultural.

    ResponderExcluir
  37. E.E.MANOEL FEREIRA DE LIMA
    ALUNO: Tatiane de Souza
    Ano: 3 º B NOTURNO
    SENSO MORAL E CONCIÊNCIA MORAL
    Cada vez mais comum vermos pela televisão e até mesmo ao vivo, crianças pedindo esmolas, assassinato de seres humanos e animais, pessoas se drogando na rua sem o menor medo de serem punidas, adolescentes grávidas, políticos corruptos, enfim, as cenas e os atos que antigamente quase não existiam, estão se tornando frequentes diante dos nossos olhos.
    A educação familiar, O convívio, as amizades, uma boa escolarização e uma relação saudável, a ausência de estresse, angústias, preocupações, depressões e outras contribuem para convivermos bem ou mal com a consciência moral. As nossas decisões extemporâneas, os conflitos, devem assumir a consciência pelos atos que praticamos. Não poderemos deixar que a avaliação, certa ou errada transforme nossa vida e passarmos a outro fator chamado dilema moral. Pelo que expomos chegamos à conclusão que normalmente um fato, uma consequência tem ligação direta ou são compactuadas. Por isso todo indivíduo maior de 18 anos tem uma consciência moral e senso moral formado sabendo o que é certo ou errado, sabendo das consequências dos erros que cometer. A educação é o principal conceito para se formar uma opinião própria e souber o que é certo ou errado.
    Assim não haveria nenhum tipo de descriminação na sociedade e nas escolas.

    ResponderExcluir
  38. E.E.MANOEL FEREIRA DE LIMA
    ALUNO: Jonas Margarejo Gaioso
    Ano: 3 º B NOTURNO
    SENSO MORAL E CONCIÊNCIA MORAL
    Muitas vezes levados por algum impulso incontrolável como a emoção ou o medo, fazemos coisas que nos trazem arrependimentos, remorso, culpa ou vergonha; estes sentimentos traduzem o nosso senso moral. Diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumentos para seus interesses e para conseguirem vantagens à custa da boa-fé dos outros, ficamos indignados com os atos dessas pessoas.
    Nenhuma situação de desigualdade vai mudar se a nossa consciência e a consciência dos nossos governantes, não mudar. O que realmente está faltando, é uma boa administração do nosso país, pessoas competentes e com idéias novas que não tenham medo de lutar por um país melhor e mais justo.Culpar somente o governo, é muito fácil, difícil mesmo é admitir, que a sociedade também tem culpa nisso tudo, por que tudo isso, é reflexo da sociedade contruída por nós.

    ResponderExcluir
  39. Escola Manoel Ferreira De Lima
    Nome: Maira Messa N°22
    3ano B (Noturno)


    A consciência moral atua na tomada de decisões relacionadas ao comportamento da pessoa, pois necessita tomar decisões relacionadas a si próprio e a outras pessoas, de forma que seja responsável por estas e ainda assuma as conseqüências de tais decisões.Quantas vezes ,levados por um impulso incontrolavel ou por uma emoção forte ,fazemos coisas de que depois sentimos vergonha,culpa .Tais emoçoes e sentimentos tambem exprimem nosso senso moral ,a maneira como avaliamos a conduta e a açao de outras pessosas segundo idéias como as de mérito e grandeza da alma.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações
    manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios.
    Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais
    sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e
    animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio,torturas e suplícios.
    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações
    referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e,
    portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.

    ResponderExcluir
  40. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Daniel S. Bonfim N°: 04'
    Série: 3° - Turma: "B"
    Senso Moral e consciência Moral

    Sendo moral é aquele senso que temos quando nos apiedamos de algo, assim como nos mutirões feitos pela população para ajudar o próximo, ou seja, senso moral é todo o ato que nos faz lembrar de nossas origens, que nos faz lembrar que temos que ajudar o próximo.
    É também todo o ato que nós praticamos muito rápido, sem pensar no que estamos fazendo, e depois nos pegamos pensando no que fizemos, quando pensamos no que fizemos no passado exercemos o ato da moralidade, se era a escolha certa ou errada.

    ResponderExcluir
  41. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Géssica Indalécio Hackenhaar Nº 08
    Série: 3º - Turma "B"


    Nos dias de hoje, é cada vez mais comum vermos pela televisão e até mesmo ao vivo, crianças pedindo esmolas, assassinato de seres humanos e animais, pessoas se drogando na rua sem o menor medo de serem punidas, adolescentes grávidas, políticos corruptos, enfim, as cenas e os atos que antigamente “quase” não existiam, estão se tornando frequentes diante dos nossos olhos.
    Mas o que fazer quando, por exemplo, uma criança vier pedir esmolas? Dar, não dar?? Existe hoje nas grandes cidades o que se chama de mendigo profissional, mães de ruas, crianças que fazem da esmola, um “negócio”. Há quem diga que quem dá esmola, é hipócrita, por que a fome, só é saciada naquele momento, mas, e nos outros dias? E se ninguém ajudar? Daí começamos a entender o por que uma pessoa de bem, passa a roubar, a matar. Mas será que é isso realmente que eles querem? Será que se houvesse mais empregos, chance de educação, moradia, os números de criminalidade e de pessoas “pedindo” não seriam bem menor?
    Infelizmente, o governo e nós mesmos, não damos chance para que isso aconteça, e então, o caminho da criminalidade acaba se tornando o mais viável.
    Nenhuma situação de desigualdade vai mudar se a nossa consciência e a consciência dos nossos governantes, não mudar. O que realmente está faltando, é uma boa administração do nosso país, pessoas competentes e com ideias novas que não tenham medo de lutar por um país melhor e mais justo. Por outro lado, culpar somente o governo, é muito fácil, difícil mesmo é admitir, que a sociedade também tem culpa nisso tudo, por que tudo isso, é reflexo da sociedade contraída por nós mesmos.

    ResponderExcluir
  42. E.E.Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Simone Vargas Garcia
    nº22
    3º"A" matutino

    SENSO MORAL E CONSCIENCIA MORAL

    É evidente que muita coisa deve mudar em nosso País para que cheguemos a atingir uma verdadeira transformação social que complete a todos.
    O modelo organizacional da nossa educação atualmente deve ser revisto o mais rapido possível para que seja desfeita tais "palhaçadas" que hoje envergonham nosso modelo educacional.
    Novos métodos devem ser criados para que se promova uma ética que seja moral, correta, e aceita sobretudo pelas escolas, para que, se rompa a dominação de pessoas sem ética que não sabem dirigir a educação do nosso País corretamente, e colocar as reflexões ideológicas sociais inteligentes na dominação atavés da relação.
    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a
    fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos,
    morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça
    (especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). Sentimos
    responsabilidade. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Nossos sentimentos e
    nossas ações exprimem nosso senso moral.

    Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo,
    orgulho, ambição, vaidade, covardia), fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso,
    culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente. Esses sentimentos também exprimem
    nosso senso moral.

    ResponderExcluir
  43. E.E.Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Helio Souza Nascimento
    3º"B" Noturno


    o video mostra a imoralidade do congresso brasileiro retratando os kits escolares entregues nas escolas e visando o desrespeito com os demais a se tratando de assuntos como o preconceito e o bullyng . A falta de carater e a falta de atenção dos pais em relação ao que seu filho ve na escola . As crianças vendo palestras sobre sexo , a falta de carater própio para entender que o lugar da escola é apenas para o aprendizado , e a questão dos deputados , entregando kits escolares , não se importando realmente com o futuro da educação , somente preocupado com o voto , e gastando o dinheiro publico para tentar aliciar as crianças da escola para se tornar homosexuais , lesbicas e simpatizantes , e o senso moral disso , cade ? essa falta de carater , faz com que as pessoas fiquem confusas , pensando na sexualidade como algo a ser descriminado .

    ResponderExcluir
  44. Nome: Fabiane Kommers Nº: 07 Série: 3º ano B Período: Noturno
    Escola: Estadual Manoel Ferreira de Lima

    Nos dias de hoje, no país em que vivemos todas as ações de discriminação como aos negros, gordos, gays e pessoas de outras etnias fica apenas no papel, a punição para quem comete esses tipos de agressão geralmente não adiantam em nada. Todos os dias na televisão e em jornais vemos crianças morrendo de fome, enquanto políticos e milionários desviam dinheiro público que iria ajudar essas crianças, para ajudar na educação, na saúde, e até em novos empregos.
    Vivemos em uma sociedade democrática, mas só exercemos nossa democracia e cidadania quando respeitamos o direito do outro, todos os seres humanos tem o direito de escolher o que querem ser, o fato de alguém ser gay, gordo, ou qualquer outra coisa não o faz ser diferente de ninguém, pois todos nós temos os mesmos direitos.
    Grande parte da sociedade enche a boca para falar que tem moral, ética, mas na hora de demonstrarem que tem isso em suas atitudes, descobrimos que eles não têm nada disso. Na sociedade em que vivemos muitos tem perdido seus valores éticos e morais e geralmente o principal motivo é a ambição pelo dinheiro as pessoas estão esquecendo seus valores que é o que realmente importa. Como é citado no vídeo o kit gay, eles querem implantar essa idéia para benefício próprio, pois dá a entender que estão preocupados com a homofonia, mas o motivo é outro, como o numero de gays e simpatizantes vem crescendo irão se beneficiar adquirindo mais votos, em vez de se preocuparem com outros problemas que são mais importantes para nossa sociedade. Nosso mundo está a cada dia ficando pior, e não muitos para ajudarem a reverterem essa situação.

    ResponderExcluir
  45. Nome: Wilian da silva trindade
    3° A matutino N° 28



    SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL

    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos, morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça (especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). Sentimos responsabilidade. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Nossos sentimentos e nossas ações exprimem nosso senso moral.
    Quantas vezes, levados por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo, orgulho, ambição, vaidade, covardia), fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente. Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo, mesmo quando tudo isso lhe custa sacrifícios. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais sentimentos e admiração também exprimem nosso senso moral.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio, torturas e suplícios. Com freqüência, ficamos indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado permanece impune. Sentimos cólera diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumento para seus interesses e para conseguir vantagens à custa da boa-fé de outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obs: Escola Manoel Ferreira de Lima
      Ass: wilian

      Excluir
  46. Aluna:Eliane Naidek Dias Número:06 ano:3 B
    Escola:Estadual Manuel Ferreira de Lima

    Senso Moral e Consciência Moral
    Não a como ser uma pessoa de bem sem que haja uma educação adequada para os alunos,os políticos deveriam investir mais na educação,saúde,alimentação,etc. ou seja deveriam usar o Senso Moral uma Consciência moral de que a população necessita de mais investimentos.
    Muitas coisas devem ser mudadas em nosso país,começando pela educação,saúde,alimentação,saneamento básico e segurança.De vez de “alguns políticos”desviarem o dinheiro que deveria ser usado com a população para melhores condições de vida dela.
    “Eles deveriam ter um bom “Senso Moral”que as crianças necessita de uma educação melhor,de vez “deles”ficarem inventando “moda”como por exemplo o kit gay,deveriam olhar para as escolas e ver o que realmente precisam,olhar para a nossa saúde de ver o que nos precisamos.
    As vezes nos nos deparamos com esse tipo de situação e sentimos raiva,indignação,vergonha esse tipo de sentimento é o que chamamos de senso moral que é avaliação do nosso comportamento e ate mesmo do comportamento das outras pessoas.
    Muitas vezes vemos reportagem de “político” corruptos e ficamos pensando em tantas coisas que poderiam ser feitas com esse dinheiro em beneficio da sociedade diante dessa situação ficamos indignados.Já a consciência moral não São os nossos sentimentos mas si ao que nos decidimos fazer diante das situações e assumamos todas as conseqüência das nossas decisões.O senso moral e a consciência moral são as relações que mantemos com as outras pessoas.

    ResponderExcluir
  47. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Eduardo dos Santos Assunção
    3° A Matutino N°: 05
    SENSO MORAL E CONSCIÊNCIA MORAL
    Muitas vezes sentimos indignação diante da injustiça assim como também sentimos responsabilidade quando ficamos sabendo sobre a pobreza ou a miséria e então, colaboramos em situações de pobreza num ato de ajudar o próximo.
    Outras vezes levados por algum impulso como a emoção ou o medo, fazemos coisas que nos trazem arrependimentos, remorso, culpa ou vergonha estes sentimentos traduzem o nosso senso moral. Diante dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumentos para seus interesses e para conseguirem vantagens à custa da boa-fé dos outros, ficamos indignados e sentimos impotentes contra isso.
    Se vivemos situações de angústia e de aflição, ou sabemos de pessoas que também sofrem desse mal, como por exemplo, a questão do desemprego ou das irregularidades no ambiente de trabalho. Situações que enfrentamos que nos fazem manifestar nosso senso moral. Surgem e nos trazem dúvidas quanto à decisão a tomar não só exprimem nosso senso moral, mas também põem à prova nossa consciência moral, pois exigem decisões sobre o que fazer, justificativa para nossos atos, não só para acomodar a nossa consciência, mas também porque devemos assumir as consequência da decisão que tomamos, dos atos que praticamos e das proporções que estes possam alcançar em relação aos outros. Essa postura demonstra responsabilidade na nossa opção.

    ResponderExcluir
  48. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Tainá de Oliveira Carriço nº 24 3º ano "A "



    Senso Moral e Consciência Moral


    Situações mais dramáticas ou menos dramáticas surgem sempre em nossas vidas.
    Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam apenas nosso senso moral, mas também põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que decidamos o que fazer que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas, porque somos responsáveis por nossas opções.
    O senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e a decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem, podemos notar que estão referidos a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o bem. Os sentimentos e as ações, nascidos de uma opção entre o bom e o mau ou entre o bem e o mal, também estão referidos a algo mais profundo e subentendido: nosso desejo de afastar a dor e o sofrimento e de alcançar a felicidade, seja por ficarmos contentes conosco mesmos, seja por recebermos a aprovação dos outros.
    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidas ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.
    Em minha opinião, tudo aquilo que fizermos de errado terá conseqüências graves, devemos todos tentar agir corretamente apesar de que às vezes somos obrigados a fazer algo de errado para ajudar alguém.

    ResponderExcluir
  49. Escola Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Lucas Portilho
    3° ano A

    Senso Moral e consciência Moral

    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no nosso, milhares de pessoas, sobretudo crianças e velhos. Sentimos piedade. Sentimos indignação diante de tamanha injustiça (especialmente quando vemos o desperdício dos que não têm fome e vivem na abundância). Sentimos responsabilidade. Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, etc..
    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidas ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade.

    ResponderExcluir
  50. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Erica Rojas
    3°Ano A Matutino

    Senso Moral e consciência Moral

    Às vezes, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa que através de suas palavras manifesta honestidade, justiça, mesmo quando tudo isso custa algo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Temos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tem vezes que somos tomados pelo horror diante da violência: chacinas de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, torturas e tantas outras coisas que acontecem no mundo a fora, com frequência, ficamos indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado permanece impune.Sentimentos dos quais são devidos ao nosso senso moral. Em outras palavras, a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.
    Os exemplos mencionados indicam que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e as decisões que conduzem a ações com consequências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem, podemos notar que se referem a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o bem.

    ResponderExcluir
  51. Escola estadual Manuel ferreira de lima
    Aluno :Patrícia Sgarbi Endres
    3ano A matutino
    N-20
    Com frequência, ficamos indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado permanece impune. Sentimos cólera diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumento para seus interesses e para conseguir vantagens à custa da boa-fé de outros. Esses sentimentos também manifestam nosso senso moral, ou a maneira como avaliamos as condutas alheias seguindo as ideias de justiça e injustiça.

    Senso moral e consciência moral
    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no Brasil, milhares de pessoas morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade e ficamos indignados. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Esses sentimentos e as ações desencadeadas por eles exprimem nosso senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça.
    Quantas vezes, levados por um impulso incontrolável ou por uma emoção forte, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa? Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como as de certo e errado.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Sentimos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais emoções e sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a maneira como avaliamos a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de mérito e grandeza de alma.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacina de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio.
    Consciência moral


    Não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros. Embora os conteúdos dos valores variem, podemos notar que se referem a um valor mais profundo, mesmo que apenas subentendido: o bom ou o bem.
    Os sentimentos e as ações, nascidos de uma opção entre o bem e o mal, também se referem a algo mais profundo e subentendido: nosso desejo de afastar a dor e o sofrimento e de alcançar a felicidade, seja por ficarmos contentes conosco mesmo, seja por recebermos a aprovação dos outros.
    Além disso, os sentimentos e as ações morais são aqueles que dependem apenas de nós mesmos, que nascem de nossa capacidade de avaliar e decidir por nós mesmos e não levados por outros ou obrigados por eles; em outras palavras, o senso e a consciência morais têm como pressuposto fundamental a idéia de liberdade do agente.
    O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal, ao desejo de felicidade e ao exercício da liberdade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida com outros agentes morais. O senso e a consciência morais são por isso constitutivos de nossa existência intersubjetiva, isto é, de nossas relações com outros sujeitos morais.

    ResponderExcluir
  52. Nome: Maxine vilalba Nº: 17 Série: 3º ano A Período: Matutino
    Escola: Estadual Manoel Ferreira de Lima



    Estamos vivendo a época onde o certo é errado e vice-versa, eles não estao preocupados se existe descriminação de gordos e negros , O senso moral é o modo de expressarmos nossos sentimentos de justiça ou injustiça em relação a um semelhante, É uma situação que o ser humano passa nascendo ou evoluindo de uma opção para que não classificar de uma dicotomia, método de classificação em que cada uma das divisões e subdivisões não contém mais de dois termos.
    Uma repartição dos honorários médicos, à revelia do doente, entre o médico assistente e outro chamado por este.
    Aspecto de um planeta ou de um satélite quando apresenta exatamente a metade do disco iluminada. Divisão lógica de um conceito em dois outros conceitos, em geral contrários, que lhe esgotam a extensão. Ex.: animal = vertebrado e invertebrado.
    Princípio que afirma a existência única, no ser humano, de corpo e alma. É bom frisar que algumas dessas significações não se enquadram bem, principalmente no assunto que estamos diluindo. No nosso caso seria o bem e o mal. O exemplo que mais se afine com o questionamento, seria o livre-arbítrio. A importância é por demais real que Põe em prova nossa consciência moral, a idéia de liberdade do agente causador e paralelamente às relações que mantemos com os outros, ou seja: O sujeito moral. É muito comum pessoas confundirem moral com costumes, com a tradição cultural de um determinado povo, com código de leis, regras, com as obrigações e deveres impostos pela sociedade, pela igreja e pelo governo. Boa pergunta: quem seria o sujeito moral na minha ótica, posso até estar equivocado, mas é a pessoa que convive diariamente com estas nuances e sofrendo as conseqüências delas. Quais nossas relações com a Moral? É uma situação estritamente, vinculante. Muitas das vezes não conseguimos fazer distinção e desvencilharmos, é um ponto sem nó, apesar de a nossa consciência trabalhar com responsabilidade e avaliar e julgar nossas ações, o nosso agir passa sempre pelo crivo da análise e avaliação dele.

    ResponderExcluir
  53. Escola Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Aline Ortiz brittes N°: 01
    3° ano A Matutino
    Senso Moral e consciência Moral
    Senso moral nada, mas é do que nossos sentimentos e nossas ações, quantas vezes levado por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo, orgulho, ambição, vaidade, covardia) fazermos alguma coisa de que, depois se envergonhamos e sentimos culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente.
    Também está presente o senso moral quando sentimos orgulho de algo ou de pessoas cuja palavra e ações manifestam honestidade e tantos outros.
    Consciências morais são as nossas decisões tomadas em todo momento em nossas vidas. Nossa duvidas quanto as nossas decisões põem em duvida nosso senso mora mas Poe a prova nossa consciência moral.
    Para que justificamos as nossas decisões devemos estar a par de todas as suas consequências. De um modo geral a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas também se refere a nossas avaliações de conduta que nos leva a tomar decisões por nos mesmos a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante outros.

    O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidas ao bem ao mal e ao desejo d felicidade. Dizem respeito com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva.

    ResponderExcluir
  54. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Walfrides Corrêa Garcia Junior
    Serie:3 º “A” Matutino nº: 27

    Senso moral e consciência moral

    O senso e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidas ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa relação com as pessoas.A nossa liberdade de ação e expressão definem a forma como vivemos.
    Tanto o senso quanto a consciência moral demonstram nosso caráter, através das nossas atitudes demonstramos quem realmente somos. Agir com responsabilidade e coerência faz toda diferença nos resultados.

    ResponderExcluir
  55. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome:Vinícius Corrêa Dagnone
    N°: 26
    Ano: 3°A
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade e espírito de justiça. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Sentimos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais emoções e sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a maneira como avaliamos a conduta e a ação de uma certa pessoa.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacina de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio e torturas. Esses sentimentos também manifestam nosso senso moral, ou a maneira como avaliamos as condutas alheias seguindo as idéias de justiça e injustiça.
    A consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

    ResponderExcluir
  56. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Nome: Maynna Fava de Souza
    Nº 18
    Ano: 3°A

    Senso moral e consciência moral

    Todas as pessoas têm um senso moral, muitas vezes sabemos o que é certo e errado, e acabamos opinando pelo errado, por impulso, e acabamos nos arrependendo no futuro. Acho que todas as pessoas têm o direito de pensar de um modo, afinal, o Brasil se alega um país de liberdade de expressão. Só que ao mesmo tempo em que eles inserem nas escolas kits gays, não percebem que podem estar influenciando milhares de crianças a se tornarem algo que só tomariam a decisão mais tarde. O governo devia se preocupar mais com as melhorias no ensino, com a dificuldade de muitas pessoas a arrumarem um emprego, etc. Tudo isso cabe também à consciência moral, pois nunca vamos conseguir chegar a um senso, sem termos a consciência do que é certo.
    As nossas ações sempre vão gerar uma reação, seja ela boa ou ruim. Às vezes, as pessoas tomam atitudes que diziam nunca cometer, pode ser por um emprego “inadequado”, julgando outras pessoas sem ao menos conhecê-las, dizendo algo ou zombando de alguém. Isso tudo cabe ao nosso senso e consciência moral, pois sabemos os valores da vida, e isso acaba fazendo as pessoas se tornarem aquilo que não são. Por isso, o senso e consciência moral, se denominam nossas atitudes em relação a outras pessoas, e as coisas que o mundo vem oferecendo a nós.

    ResponderExcluir
  57. Escola E manoel ferreira de lima
    Data; 28/03/2012
    luna; Daiane da costa N;04 segundo C
    Prof;Sebastiao Fautisno

    Existem dois tipos de representaçoes congnitivas da realidade,osenso comum e a ciencia.
    As caracteristica do senso comum é´que ele resulta da roganisaçao espontãnea da razao que é´a crénça nao justificada já o senso comum da razao aceita a organizaçao da razao sem questionar.
    O senso comum é um conhecimento baseado na percpçao do que na razao.
    Já a cíéncia é um conhecimento mais baseado na razao do na percpçao;por isso é considerado um conhecimento racinal

    ResponderExcluir
  58. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Shara Fachi N°21 3°ano 'A' Matutino
    Senso moral e consciência moral
    O nosso país é um exemplo de imoralidades,e de políticos que estão pouco se lixando para o que a população pensa a respeito, afinal, eles já estão eleitos mesmo, o que não pode acontecer é o país todo ficar calado, e de braços cruzados com medo de 'comprar' uma causa pela qual defende!
    Devemos exigir nossos direitos, e devemos cumprir nossos deveres como cidadãos, pois se os políticos acham que 'comprando' uma guerra universal, que é a do movimento gay, eles vão ser defendidos por héteros, estão muito enganados, pois o que eles realmente tem que se preocupar, é com a fome, com o preconceito racial, com a obesidade e crises que existem no país; e ninguém faz nada para mudar isso. A população precisa mudar, para que esses hipócritas mudem também.
    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no Brasil, milhares de pessoas morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade e ficamos indignados. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Esses sentimentos e as ações desencadeadas por eles exprimem nosso senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Sentimos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais emoções e sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a maneira como avaliamos a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de mérito e grandeza de alma.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacina de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio e torturas. Com freqüência, ficamos indignados ao saber que um inocente foi injustamente acusado e condenado, enquanto o verdadeiro culpado permanece impune. Sentimos cólera diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumento para seus interesses e para conseguir vantagens à custa da boa-fé de outros. Esses sentimentos também manifestam nosso senso moral, ou a maneira como avaliamos as condutas alheias seguindo as idéias de justiça e injustiça.
    Um pai de família desempregado, com vários filhos pequenos e a esposa doente, recebe uma oferta de emprego que exige que seja desonesto e cometa irregularidades que beneficiem seu patrão. Sabe que o trabalho lhe permitira sustentar os filhos e pagar o tratamento da esposa. Pode aceitar o emprego? Ou deve recusá-lo e ver os filhos com fome e a mulher morrendo?
    Consciência moral
    Situações como essas surgem a todo momento em nossa vida. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam nosso senso moral, mas põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que, sem sermos obrigados por outros, decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas.
    Em outras palavras, a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

    ResponderExcluir
  59. E.E.MANOEL FEREIRA DE LIMA
    NOME : THAYNARA LOPES DE OLIVEIRA
    ANO: 3º B NOTURNO
    SENSO MORAL E CONSCIENCIA MORAL
    No dia-a-dia o individuo se depara com situações boas e ruins, é maneira com avaliamos a conduta de outros individuos.
    Ficamos contentes diante de pessoas com espirito de justiça, que manifesta honestidade. Ao contrario, há indignação, pelos inocentes serem vitimas de outros seres humanos que não o senso moral.
    O ser humano consciente de seus deveres quando age de maneira errada sente culpa e remorso.

    ResponderExcluir
  60. E.E.MANOEL FEREIRA DE LIMA
    NOME : ALEXANDRA BENITES
    ANO: 3º B NOTURNO
    SENSO MORAL E CONSCIENCIA MORAL

    Senso Moral e Consciencia Moral referm-se a valores(justiça,honradez,espirito de sacrificio, integridade, generosidade) a sentimentos provocados pelos valores ( admiração, vergonha, culpa,remorso etc..) eas decisões que conduzem as ações com consequencias para nos e para outros.
    Exemplo quando estamos vendo que alguém esta passando por dificuldade, principalmente fome, ficamos comovidos e fazemos alguma coisa para ajudar . Nossos sentimento e ações exprimem nosso senso de moral.
    Numa situação de um pai de familia desempregado, com varios filhos pequenos,recebe uma oferta de emprego, mas exige que ele seja desonesto e cometa irregularidades que beneficim seu patrão. Fica em duvida, sem saber se aceita ou não o emprego , e recusa por que ele é honesto com ele e com as pessoas. Por que ele sabe se ele aceita ele irá prejudicar algumas pessoas e será falta de eétca da parte dele prejudicar alguém. Então ele recusa e deixa a familia passar necessidade. Situação como essa põem a prova da mnossa consciencia moral.

    ResponderExcluir
  61. E.E.MANOEL FEREIRA DE LIMA
    NOME : DAIANE GONÇALVES RAMIRES
    ANO: 3º B NOTURNO
    SENSO MORAL E CONSCIENCIA MORAL
    É quando uma pessoa julga e quer que aconteça algo que ele proprio não ajuda a resolver o problema de que se trata.
    Um explo é um cidadão que briga e exige dos orgãos publicos a limpeza da cidade sendo que ele mesmo ao sair do mercado joga papel no chão.
    Isso é falta de senso moral porque esta exigindo a limpeza da cidade e ele mesmo suja, sem querer falar já falando cadÊ a educação desse cidadão. Sendo que nem ele culpri seu papel de cidadão ele não tem o direito de exigir nada dos orgãos puplicos

    ResponderExcluir
  62. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna: Isabel Cristina Alcântara de Freitas N°17
    Noturno 3°C


    Moral: Trata-se de um conjunto de crenças, costumes, valores e normas de uma pessoa ou de um grupo social, que funciona como um guia para agir. Isto é, a moral orienta relativamente às ações que são corretas (boas ou positivas) e aquelas que são incorretas (más ou negativas). De acordo com outra definição, a moral é a soma total do conhecimento que se adquire sobre o mais alto e nobre, e que uma pessoa respeita na sua conduta. As crenças sobre a moralidade são generalizadas e codificadas numa certa cultura ou num dado grupo social, pelo que a moral regula o comportamento dos seus membros. Por outro lado, a moral costuma ser identificada com os princípios religiosos e éticos que uma comunidade acorda respeitar.
    O conjunto de normas morais é denominado moralidade objetiva (existem como feitos sociais acima do fato de a pessoa decidir obedecer às mesmas). Em contrapartida, os atos através dos quais a pessoa respeita ou viola a norma moral conformam a moralidade subjetiva.
    Cabe mencionar que a idéia de responsabilidade moral aparece com a convicção de que o acionar de um indivíduo tem sempre lugar com uma finalidade, a menos que este esteja inconsciente (seja por doença mental, desequilíbrio psicológico, sob os efeitos de algum estupefaciente, etc.). Diz-se que uma pessoa que faz valer os valores morais da sua sociedade pode estar a contribuir para um destino melhor.
    O termo moral também pode ser empregue como sinônimo de ética, pelo que adquire sentido enquanto disciplina filosófica ou como sinônima de teologia moral (uma disciplina teológica).
    Ética: Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade. A ética serve para que haja um equilíbrio e bom funcionamento social, possibilitando que ninguém saia prejudicado. Neste sentido, a ética, embora não possa ser confundida com as leis, está relacionada com o sentimento de justiça social.
    A ética é construída por uma sociedade com base nos valores históricos e culturais. Do ponto de vista da Filosofia, a Ética é uma ciência que estuda os valores e princípios morais de uma sociedade e seus grupos. Cada sociedade e cada grupo possuem seus próprios códigos de ética. Num país, por exemplo, sacrificar animais para pesquisa científica pode ser ético. Em outro país, esta atitude pode desrespeitar os princípios éticos estabelecidos. Aproveitando o exemplo, a ética na área de pesquisas biológicas é denominada bioética.
    Além dos princípios gerais que norteiam o bom funcionamento social, existe também a ética de determinados grupos ou locais específicos. Neste sentido, podemos citar: ética médica, ética de trabalho etc. Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado.

    ResponderExcluir
  63. Escola Estadual Manuel Ferreira De Lima
    Caticilene Oliveira LOpes

    Senso moral e consciência moral

    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no Brasil, milhares de pessoas morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade e ficamos indignados. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Esses sentimentos e as ações desencadeadas por eles exprimem nosso senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça.
    Quantas vezes, levados por um impulso incontrolável ou por uma emoção forte, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa? Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como as de certo e errado.
    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade, honradez, espírito de justiça, altruísmo. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Sentimos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais emoções e sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a maneira como avaliamos a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de mérito e grandeza de alma.
    O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal, ao desejo de felicidade e ao exercício da liberdade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida com outros agentes morais. O senso e a consciência morais são por isso constitutivos de nossa existência intersubjetiva, isto é, de nossas relações com outros sujeitos morais.

    ResponderExcluir
  64. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Dalila 3° ano "A" matutino n:03

    Senso moral e consciência moral

    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no Brasil, milhares de pessoas morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade e ficamos indignados. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Esses sentimentos e as ações desencadeadas por eles exprimem nosso senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça.
    Quantas vezes, levados por um impulso incontrolável ou por uma emoção forte, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa? Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como as de certo e errado.

    Exemplo:Um pai de família desempregado, com vários filhos pequenos e a esposa doente, recebe uma oferta de emprego que exige que seja desonesto e cometa irregularidades que beneficiem seu patrão. Sabe que o trabalho lhe permitira sustentar os filhos e pagar o tratamento da esposa. Pode aceitar o emprego? Ou deve recusá-lo e ver os filhos com fome e a mulher morrendo?

    Consciência moral

    Situações como essas surgem a todo momento em nossa vida. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam nosso senso moral, mas põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que, sem sermos obrigados por outros, decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas.
    Em outras palavras, a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

    Exemplo: o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade, generosidade), a sentimentos provocados pelos valores (admiração, vergonha, culpa, remorso, contentamento, cólera, amor, dúvida, medo) e as decisões que conduzem a ações com conseqüências para nós e para os outros.

    ResponderExcluir
  65. Escola Manoel Ferreira de Lima
    Tamara Hadlich 3°ano "A" matutino N:25

    Senso moral e consciência moral

    Senso moral nada, mas é do que nossos sentimentos e nossas ações, quantas vezes levado por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo, orgulho, ambição, vaidade, covardia) fazermos alguma coisa de que, depois se envergonhamos e sentimos culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente.
    Muitas vezes, tomamos conhecimento de movimentos nacionais e internacionais de luta contra a fome. Ficamos sabendo que, em outros países e no Brasil, milhares de pessoas morrem de penúria e inanição. Sentimos piedade e ficamos indignados. Movidos pela solidariedade, participamos de campanhas contra a fome. Esses sentimentos e as ações desencadeadas por eles exprimem nosso senso moral, a maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes segundo idéias como as de justiça e injustiça.
    Quantas vezes, levados por um impulso incontrolável ou por uma emoção forte, fazemos alguma coisa de que, depois, sentimos vergonha, remorso, culpa? Esses sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a avaliação de nosso comportamento segundo idéias como as de certo e errado.
    Consciência moral

    Situações como essas surgem a todo momento em nossa vida. Nossas dúvidas quanto à decisão a tomar não manifestam nosso senso moral, mas põem à prova nossa consciência moral, pois exigem que, sem sermos obrigados por outros, decidamos o que fazer, que justifiquemos para nós mesmos e para os outros as razões de nossas decisões e que assumamos todas as conseqüências delas.
    Em outras palavras, a consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

    ações referidos ao bem e ao mal, ao desejo de felicidade e ao exercício da liberdade. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida com outros agentes morais. O senso e a consciência morais são por isso constitutivos de nossa existência intersubjetiva, isto é, de nossas relações com outros sujeitos morais.

    ResponderExcluir
  66. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluno:Edson Garcia Cavalheiro nº:04 3ºA Matutino

    Senso moral e consciência moral

    Em muitas ocasiões, ficamos contentes e emocionados diante de uma pessoa cujas palavras e ações manifestam honestidade e espírito de justiça. Sentimos que há grandeza e dignidade nessa pessoa. Sentimos admiração por ela e desejamos imitá-la. Tais emoções e sentimentos também exprimem nosso senso moral, isto é, a maneira como avaliamos a conduta e a ação de uma certa pessoa.
    Não raras vezes somos tomados pelo horror diante da violência: chacina de seres humanos e animais, linchamentos, assassinatos brutais, estupros, genocídio e torturas. Esses sentimentos também manifestam nosso senso moral, ou a maneira como avaliamos as condutas alheias seguindo as idéias de justiça e injustiça.
    A consciência moral não se limita aos nossos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.
    Senso moral nada, mas é do que nossos sentimentos e nossas ações, quantas vezes levado por algum impulso incontrolável ou por alguma emoção forte (medo, orgulho, ambição, vaidade, covardia) fazermos alguma coisa de que, depois se envergonhamos e sentimos culpa. Gostaríamos de voltar atrás no tempo e agir de modo diferente.
    O nosso país é um exemplo de imoralidades,e de políticos que estão pouco se lixando para o que a população pensa a respeito, afinal, eles já estão eleitos mesmo, o que não pode acontecer é o país todo ficar calado, e de braços cruzados com medo de 'comprar' uma causa pela qual defende!
    Devemos exigir nossos direitos, e devemos cumprir nossos deveres como cidadãos, pois se os políticos acham que 'comprando' uma guerra universal, que é a do movimento gay, eles vão ser defendidos por héteros, estão muito enganados, pois o que eles realmente tem que se preocupar, é com a fome, com o preconceito racial, com a obesidade e crises que existem no país; e ninguém faz nada para mudar isso. A população precisa mudar, para que esses hipócritas mudem também.

    ResponderExcluir
  67. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna :Pâmela Nahiara de Souza andrade Rojas
    3º ano A MATUTINO
    Senso Moral e consciência Moral

    Muitas vezes sentimos indignação diante da injustiça, assim como também sentimos responsabilidade quando ficamos sabendo sobre a pobreza ou a miséria e então participamos de campanhas, colaboramos em situações de precariedade num ato de solidariedade.
    Mas o que fazer quando, por exemplo, uma criança vier pedir esmolas? Dar, não dar? Existe hoje nas grandes cidades o que se chama de mendigo profissional, mães de ruas, crianças que fazem da esmola, um “negócio”. Há quem diga, que quem dá esmola, é hipócrita, por que a fome, só é saciada naquele momento, mas, e nos outros dias? E se ninguém ajudar? Daí começamos a enteder o por que uma pessoa de bem, passa a roubar, a matar. Mas será que é isso realmente que eles querem? Será que se houvesse mais empregos, chance de educação, moradia, os números de criminalidade e de pessoas “pedindo” não seriam bem menor?
    Sem falar que há marginais que saem da cadeia e procuram uma oportunidade de emprego e as pessoas não ajudam por medo daquela pessoa praticar o mesmo ato no seu estabelecimento, mais se aquele homem ou mulher estiver mesmo disposto a mudar e nimguém ajudar , existe uma grande possibilidade dele(a) voltar ao mundo do crime !
    O preconceito nos dias atuais acontece também por medo de pessoas ruins e mal intencionadas sem moral e ética. Na minha opinião nas escolas deveria haver mais solidariedade em vez de tantas pessoas querendo ser mais que a outra, mostrando quem tem mais dinheiro, quem tem roupa melhor , etc.
    Muitas vezes alguns indivíduos podem ter sua moral construida , mais se depara com alguma situação sem qualquer saida ao não ser a corrupção, roubo ...
    como uma mulher que encontra-se com sua filha doente e precisa de dinheiro para o tratamento, e é muito velha e não consegue emprego porque não tem qualificação ou o mercado prefere pessoas jovens, oque fazer ? vai deixar sua filha morrer porque não tem dinheiro ou vai procurar um emprego por mais sujo que seja para ajudar sua filha e manchando a sua etica e moral ?
    Nenhuma situação de desigualdade vai mudar se a nossa consciência e a consciência dos nossos governantes, não mudar. O que realmente está faltando, é uma boa administração do nosso país, pessoas competentes e com idéias novas que não tenham medo de lutar por um país melhor e mais justo. Por outro lado, culpar somente o governo, é muito fácil, difícil mesmo é admitir, que a sociedade também tem culpa nisso tudo, por que tudo isso, é reflexo da sociedade contruída por nós mesmos.

    ResponderExcluir
  68. Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima
    Aluna:Bruna Alves Nº04
    3ºC Noturno

    Senso Moral e Consciência Moral

    Muitas vezes sentimos indignação diante da injustiça, assim como também sentimos responsabilidade quando ficamos sabendo sobre a pobreza ou a miséria e então participamos de campanhas, colaboramos em situações de precariedade num ato de solidariedade.
    Outras vezes levados por algum impulso incontrolável como a emoção ou o medo, fazemos coisas que nos trazem arrependimentos, remorso, culpa ou vergonha; estes sentimentos traduzem o nosso senso moral.
    Diante do cinismo dos mentirosos, dos que usam outras pessoas como instrumentos para seus interesses e para conseguirem vantagens à custa da boa-fé dos outros, ficamos indignados e sentimos cólera.
    Se vivemos situações de angústia e de aflição, ou sabemos de pessoas que também sofrem desse mal, como por exemplo a questão do desemprego ou das irregularidades no ambiente de trabalho. Situações que enfrentamos que nos fazem manifestar nosso senso moral. As mais dramáticas ou menos dramáticas - surgem e nos trazem dúvidas quanto à decisão a tomar; não só exprimem nosso senso moral, mas também põem à prova nossa consciência moral, pois exigem decisões sobre o que fazer, justificativa para nossos atos, não só para acomodar a nossa consciência, mas também porque devemos assumir as conseqüência da decisão que tomamos, dos atos que praticamos e das proporções que estes possam alcançar em relação aos outros. Essa postura demonstra responsabilidade na nossa opção.
    Assim podemos entender que o senso moral e a consciência moral referem-se a valores (justiça, honradez, espírito de sacrifício, integridade e generosidade).
    Embora o conteúdo dos valores variem, podemos perceber que os sentimentos e as ações nascidos de uma opção entre o bom e o mal ou entre o bem e o mal estão referidos a algo mais profundo e isto significa que o nosso desejo de afastar a dor e o sofrimento e de alcançar a felicidade, seja por ficarmos tranqüilos com nossa consciência e por obtermos a aprovação das outras pessoas. Portanto dizem respeito às relações que mantemos com os outros, nascem e existem como parte da nossa vida intersubjetiva.

    ResponderExcluir